Da bondade de “cristãos de bem”

Em Monguaguá, um casal cristão, religioso, de bem, defensor da família e dos bons costumes e que se recusa a se vacinar porque o pastor espalhou fake news sobre o imunizante no grupo de zap da igreja, contraiu covid. Apesar de não usarem máscara e não adotarem ouras medidas profiláticas, a contaminação foi uma “vontade de Deus” no discurso alienado e alienante que enunciam. 

Esse casal ama mais ao próximo do que a si mesmo em suas palavras soltas ao vento. Para eles, que não frequenta sua igreja vai para o inferno, mas quem, como eles, promovem a morte, há no céu um lugar especial lhes reservado.

Essa situação, apesar de surreal é verdadeira. E criminosa. Surreal porque além de tudo o que foi dito, ambos seguiram vida normal sem se preocupar com qualquer semelhante.

Surreal, mas extremamente criminosa, porque o par decidiu não somente continuar desenvolvendo suas atividades profissionais, mas porque o fazem expondo as pessoas. Ela, por meio dos produtos que vende. Ele, pelo serviço que presta e que envolve contato físico direto com as pessoas. No último final de semana, inclusive, esteve numa festa (ora, vejam só) prestando seus serviços e oferecendo – de brinde – contaminações pelo novo coronavírus.

Por exemplos como esse, que não são incomuns, infelizmente, acredito que no caso do Brasil, a pandemia vai durar mais do que na maioria dos demais países.

Que Deus nos livre da bondade desses “cristãos de bem”.

MAIS MAU EXEMPLO

Ah, vizinho a Monguaguá, há um outro exemplo, de um sexagenário, também hospedeiro do novo coronavírus que desde que o parasita se instalou em seu corpo que vive a passear e a espalhar o vírus. O atenuante em que na maioria das vezes usa máscara. O agravante é que também não quer tomar a vacina.

INFORMALIDADE

Para quem celebra a informalidade como o grande novo empreendedorismo: rapaz que entrega tapiocas em padarias da periferia de Mossoró acidentou-se no último domingo. De lá para cá, vem sobrevivendo da ajuda de familiares, pois, na informalidade, a seguridade social não lhe alcança.

FAKE NEWS 

Polícia, Ministério Púbico e Justiça já deveriam ter empreendido ações para identificar os criadores e propagadores de fake News contra a governadora Fátima Bezerra (PT/RN). Houvesse interesse, certamente todos já saberiam de onde provém a canalhice contra a gestora estadual. Já se saberia quem faz e quem manda fazer.

BANCÁRIOS DO RN

O Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Norte tem feito, vez por outra, alguma peça publicitária denunciando os desmandos do atual governo federal. Interessante é que nas mensagens, sempre se diz: “Fora Governo”. Seria mais didático, correto e justo afirmar: “Fora Bolsonaro”.

GAZETA POTIGUAR

Gomes Sobrinho coloca em circulação o Gazeta Potiguar. A grande novidade: versão imprensa. Uma grande notícia para o jornalismo potiguar. Neto Queiroz, Gilberto de Sousa e William Robson são alguns dos grandes nomes envolvidos no projeto. Muito bom.

MITÔMANO DE LÁ..

Como já se tornou praxe, o presidente Bolsonaro mentiu ao dizer que relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) apontava que as mortes por covid seriam bem menos doque o que realmente tem sido divulgado. Foi desmentido, logicamente. Precisa ser punido por disseminar criminosamente tantas falsas mentiras.

..MENTIROSO DAQUI

No Rio Grande do Norte, o prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB) disse que a vacinação na capital não avança por conta de uma ação judicial. Foi desmentido pelo Judiciário. Nem no comando de cargos tão importantes, esses indivíduos se dão ao respeito.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...