Coisas que se foram antes
Amós Oliveira é mossoroense, médico, servidor público federal aposentado.

A COPA DE 70

Para o futebol brasileiro, que ganhou várias copas do mundo, e para o Brasil, a copa a de 1970 é emblemática por vários motivos. Apenas dois clubes, Santos e Botafogo, eram suficientes para formar a estrutura da seleção, completada aqui e ali por atletas de outras agremiações. Havia jogadores de nível semelhante para formar três seleções. Todos…
Leia mais...

O PASTORIL

Boa noite, meus Senhores todos. Boa noite, Senhoras, também. Somos pastoras, somos graciosas. E alegremente vamos a Belém Meu São José, dai-me licença. Para o pastoril brincar. Viemos para adorar. Jesus nascem para nos salvar. Os trechos acima eram de duas, das conhecidas músicas. Pastoril ou lapinha. Manifestação de religiosidade popular…
Leia mais...

O RIO A PASSAR EM NOSSAS VIDAS

Está na coluna de Sérgio Oliveira, dia 3 último, neste mesmo Portal do RN: autoridades públicas voltam a falar na revitalização do Rio Mossoró. Várias vezes aqui me referi ao rio, seu entorno e aspectos culturais relacionados. Ao tratar do tema na sua atualidade, não me afasto muito do propósito desse espaço, pois independentemente do que virá,…
Leia mais...

FALTAR LUZ ERA COMUM

Até 1963 a energia elétrica em Mossoró dependia de usina termelétrica da Comensa (Companhia Melhoramentos de Mossoró S/A). A usina situava-se na Av. Jerônimo Rosado, próximo ao rio. A sede da Comensa era na esquina da Santos Dumont com Idalino Oliveira. A rede de distribuição, muito restrita, cobria o centro da cidade e os bairros mais próximos.…
Leia mais...

DOMINGOS NO CAMPO DA LIGA

Quem conheceu o antigo Estádio da Liga Desportiva Mossoroense – LDM, na Rua Benjamim Constant, onde é a atual sede do SESI, sabe que o local era algo improvável para a prática do futebol. A areia fofa do campo de jogo era penetrada pelas travas das chuteiras e uma simples caminhada era um exercício contra resistência. Se considerarmos que os que…
Leia mais...

CORREDORES POLÊMICOS

Os anos 1960, em todo mundo, foram de grandes transformações na ciência, tecnologia, política, artes, esportes. Isso em velocidade inédita, obrigando a assimilação rápida dessas novidades, causando certo espanto e estimulando polêmicas. Atento aos objetivos aqui propostos, a polêmica a que nos reportaremos é algo terra a terra, relacionado à vida e…
Leia mais...

A NOITE NAS PRAÇAS

Nas cidades brasileiras, de qualquer tamanho ou importância, as noites nas praças públicas foram testemunhas de uma época. Tempo em que o contato entre as pessoas tinha que ser direto, presencial, pois a tecnologia mais avançada de contato à distância, o telefone, era limitada em todos os aspectos; tempo em que os centros das cidades eram…
Leia mais...

RURAL ÀS SUAS ORDENS

O título acima identificava um programa que, na verdade, eram dois: “Mensagens Musicais” e “Notas e Avisos”, apresentados diariamente a partir das 13horas. O primeiro era uma tradição no rádio de Mossoró, pessoas oferecendo músicas a outras pessoas pelos mais diversos motivos: aniversários, casamentos, nascimentos, partidas de viagens, chegadas de…
Leia mais...

COSTUREIRAS

.Costureiras e alfaiates faziam a roupa da gente. Na atual indústria de confecções em série as pessoas envolvidas no trabalho também olham com carinho um modelo, imaginando-o usado por alguém, até por ele próprio ou ela própria. Mas, esse trabalho, de linha de produção, separado por etapas, tem sentido diferente daquele de olhar algo feito…
Leia mais...

PROPAGANDA VOLANTE

Esse tipo de divulgação continua. O que acabou foram algumas formas como era feita comumente, aqui e em outras cidades semelhantes. Referimo-nos àquela propaganda com um amplificador de som colocado no alto de um veículo, que percorre ruas e avenidas divulgando lojas comerciais. Aqui, quem mais usava esse meio eram lojas de tecidos, especialmente…
Leia mais...
1 De 6