Brasil poderá ter quase 23 mil casos de coronavírus

 

O site rankbr (https://www.rankbr.com.br/covid19br) apresenta, quase em tempo real, os dados da pandemia do coronavírus no Brasil. Traz inclusive, também de forma atualizada, a taxa de mortalidade da doença. Às 18h, quando esse texto estava sendo concluído, o marcador do rankbr apontava 4.587 casos confirmados do coronavírus, com o registro de 159 mortes (taxa de mortalidade de 3,5%).

O site mostra, assim como os dados oficiais que vem sendo divulgados pelas autoridades sanitárias, que tanto o número de novos casos quanto as ocorrências de mortes vem aumentando. As estatísticas revelam que, infelizmente, as mortes vem crescendo mais, e que a taxa de mortalidade está aumentando. Ou seja, o número de mortes que vem sendo registradas estão subindo em proporção maior que o total de novos casos da doença.

Uma das informações mais importantes e necessárias de análise do ranking é a projeção feita pelo site para o futuro do Brasil com o coronavírus. O cenário é muito, mas muito desanimador.

O site prevê que nos próximos 7 dias, o número de casos confirmados de pessoas infectadas com coronavírus será de nada menos que 22.935. O Rio Grande do Norte, que hoje tem 77 casos confirmados da doença, pularia para 385.

“Esta é uma previsão calculada com base nos dados dos últimos 7 dias. O número de casos a

se confirmar poderá ser diferente do projetado neste mapa”, alerta o site.

O Brasil tinha, em 20 de março, de acordo com o rankbr, 978 casos confirmados de contaminação pelo coronavírus. Esse número saltou para 1.178 no dia seguinte; 1.604 dia 22, 1.960, dia 23, 2.271 dia 24, 2.555 dia 25, 2.990. dia 26, 3.427 dia 27, 3.905 dia 28, 4.319 dia 30, e hoje soma 4.587 casos.

Já as mortes tiveram a seguinte evolução: eram 11 dia 20, subiram para 18 dia 21, saltaram para 25 dia 22, aumentaram para 34 dia 23, foram a 46 dia 24, cresceram para 59 dia 25. No dia 26, chegaram 77, e no dia seguinte a 93. No dia 28, os óbitos saltaram para 114. Já no dia 29, eram 140 e hoje estão em 159.

A previsão de quase 23 mil casos leva em consideração a curva do aumento da doença nos últimos 7 dias. Lembremos que nesse tempo os Estados, e grande pare dos municípios vem implementando medidas que favoreçam (e até imponham) o isolamento social. Caso essas medidas não continuem a ser boicotadas por Bolsonaro, a expectativa é que o número de casos chegue no máximo a essa projeção feita pelo rankbr. Se as pessoas não ouvirem os irresponsáveis apelos do presidente para voltar à normalidade, chegar a 23 mil casos será preocupante, mas não será surpresa.

Se todos colaborarem, é possível que essa previsão não se confirme e aí todos terão motivos para celebrar a esperança de que a vida volte à normalidade em breve. Para isso só há uma alternativa: ficar em casa.

PISO

A prefeita Rosalba Ciarlini anunciou que pagaria em março, na integralidade, a correão do Piso Salarial Profissional Nacional do Magistério aos professores da rede municipal de ensino de Mossoró. E assumiu o compromisso pelo pagamento do retroativo dos meses de janeiro e fevereiro. O pagamento do salário dos servidores da educação foi antecipado para esta segunda-feira, 30/3. Mas sem o pagamento do retroativo. Questionada, a prefeitura informou que na matéria em que a nunciou o pagamento, já alertara de que o retroativo seria pago a partir do mês de abril.

PISO II

Dizer que paga a partir do mês de abril significa deixar em aberto, ad eternum, o prazo de pagamento. Ora, a partir de abril de 2020 pode ser qualquer dia. Talvez em dezembro de 2050. Isso é possível de acontecer. Sem estabelecer dia, mês e ano, Rosalba joga para o futuro indefinido o cumprimento de uma promessa que ela fez para o mês de março.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...