Moro mira em Glenn, mas atinge o jornalismo

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, revela a cada dia, sua face mais perversa. Perseguidor, inquisidor, criminoso e vingativo. São adjetivos ainda pequenos para o tamanho da sordidez com que age. O ex-juiz se comporta como criminosos que cometem os piores ilícitos e para vê-los no obscurantismo, praticam as maiores barbaridades.

Como não outro caminho, Moro envereda sempre pela previsibilidade. Inventou uma licença para tratar de assuntos particulares para dar ares de isenção à operação que ele já havia determinado à Polícia Federal para fazer: caçar bodes expiatórios para jogar para a opinião pública que seriam os hackers que teriam passado ao Intercept Brasil as mensagens que mostram sua atuação criminosa no processo em que condenou o ex-presidente Lula.

Para piorar, teve acesso às mensagens que a PF conseguiu na operação e, certo de que não será punido, ligou para supostas vítimas dos “hackers” presos. Teve ainda a audácia de informar que vai destruir as mensagens.

Ardiloso, vil, trapaceiro, ignóbil, o ministro editou uma portaria preparando as condições para expulsar o jornalista Gleen Greenwald do Brasil. Com essa medida, Moro mira Gleen, mas atinge e verdade é o jornalismo. Isso, infelizmente, não é nada para quem está destruindo a democracia e o sistema penal, além de subjugar o Judiciário, sem que este adote qualquer medida.

Moro tem duas certezas: a de que pode ir onde quiser. E que nunca será punido por isso. São questões que só o tempo dirá se ele será feliz nessas apostas.

Batalha à vista?
O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM) vai realizar no próximo dia 2 de agosto assembleia com os professores da rede municipal de ensino. A entidade vai discutir com os docentes estratégias para lutar pela diferença do reajuste do piso nacional do magistério. O prazo dado para a negociação entre prefeitura e sindicato tem início em 1 de agosto. Resta saber como serão as tratativas. No primeiro semestre, foi necessária uma greve para que parte do reajuste fosse concedido.

Mortes no trânsito
O governo Bolsonaro quer acabar com aulas e exame para quem deseja tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Também intenciona aumentar o número de pontos para quem comete infrações e aumentar a validade da CNH para 10 anos (hoje são 5). Além de estimular a ocorrência de mortes no trânsito, Bolsonaro também quer enfraquecer os Departamentos Estaduais de Trânsito (Detran´s). Só há maldade nesse governo.

Concurso
A prefeitura de Mossoró vai realizar concurso público visando a contratação de professores. A minuta do edital já está pronta mas, a despeito disso, ainda não há previsão de quando o certame será anunciado. A expectativa é que seja realizado e concluído antes do início do ano letivo de 2020.

Notícias semelhantes