Navegando pela Categoria

Coisas que se foram antes

Amós Oliveira é mossoroense, médico e servidor público federal aposentado.

CRÔNICA

DÊ PARTE A CATOTA!

A linguagem popular é repleta de frases de efeito, bordões, ditados, expressões com a finalidade de transmitir uma ideia de modo simples e direto, ou, às vezes, reagir com uma resposta pronta,…
CRÔNICA

ENCHER O CHÃO DE SOMBRAS

Debaixo do “pé de fícus”, suado da ponta dos cabelos à planta dos pés, o transeunte sentava um pouco e, batendo a brisa no rosto, logo o mundo era outro. A lembrança da Rua Cel. Gurgel, em Mossoró, se…
CRÔNICA

E BATEU-SE A CHAPA

“Fotografei você na minha Rolleiflex, revelou-se sua enorme ingratidão”. Os versos de “Desafinado”, de Tom Jobim, revelam não apenas a ingratidão da musa, mas também uma realidade hoje apagada pelas…
CRÔNICA

AS BANCAS DE REVISTA

Elas eram os pontos de venda de periódicos impressos (jornais, revistas) localizados nas ruas. Aliás, bancas de jornal ou de revista? Ora eram chamadas de um jeito, ora de outro e qualquer das…
CRÔNICA

AMIGOS E CONHECIDOS

Pessoas com quem convivemos em algum momento, no trabalho, escola, vizinhança, igreja e tantos outros locais comuns, são classificadas em amigos e conhecidos, conforme as circunstâncias e os critérios…
OPINIÃO

OUVINDO OS CLARINS

Houve tempo em que expressões como ‘tríduo momesco” “três dias de folia” e outras eram alternativas para se referir ao carnaval, a festa que antecede a Quaresma e que oficialmente ocorre de domingo a…
CRÔNICA

NA BOCA DO POVO 2

As frases que saíram das propagandas, do rádio ou televisão, para entrar na linguagem falada cotidiana, no Brasil, permanecendo através dos tempos ou limitando-se a determinados períodos para depois…
Crônica

NA BOCA DO POVO

O objeto da propaganda é vender produtos, serviços e até imagem pessoal, embora exista a propaganda negativa que vira tudo isso ao contrário. O Brasil é conhecido pela criatividade de sua publicidade.…

AS RUAS MUDARAM

A imagem das ruas de tempos atrás como campos de pelada é clássica. Essas mesmas ruas eram, também, cenário dos jogos de peteca e de vários jogos lúdicos que tinham em comum a habilidade da criançada…
CRÔNICA

LOGÍSTICA REVERSA

O primeiro agente de logística reversa que conheci era meu vizinho. Mas, naqueles meados da década de 1950, ela não sabia disso. Morreu sem saber. Saia de manhã com um saco às costas, comprando…
CRÔNICA

COMO ERA A FESTA

Para uma cidade que até o final dos anos 1950 tinha cerca de 40.000 habitantes as comemorações em homenagem a Santa Luzia, em Mossoró, era o que só podia ser: a típica festa da padroeira em uma…
CRÔNICA

O VESTIBULAR

A forma de acesso aos cursos universitários no Brasil por meio do chamado exame vestibular prevaleceu até recentemente e ainda é adotada em uma ou outra instituição de ensino superior. Mas se já é…
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support