Navegando pela Categoria

Coisas que se foram antes

Amós Oliveira é mossoroense, médico e servidor público federal aposentado.

Crônica

O CALDO DE CANA DE ARICHÔ

Arichô foi batizado como Antonio. Por ser filho de Seu Alípio ficou conhecido por Antonio de Alípio. Um dia, contou…
Crônica

BIBLIOTECA E MUSEU

Funcionavam no mesmo prédio, no térreo do antigo Clube Ypiranga. Eram simplesmente Biblioteca Pública Municipal e…
Crônica

NÃO ERA O SPUTNIK

Fim de tarde. Entre cinco e meia e seis horas, quando o sol já perto do Japão dourava a ponta das palmas dos…
Crônica

A SECA DE 58

Grupos de homens pelas ruas, roupas e calçados rústicos. rostos crestados pelo sol. Às costas, grandes sacos,…
Crônica

AGUARDE CARTA

Embora tenha sido, por muito tempo, monopólio estatal, era comum a circulação de cartas, em envelopes…
Crônica

OS RECLAMES

Não há economia de mercado sem uma boa publicidade e essa é uma área em que o Brasil se destaca internacionalmente.…
Crônica

ETERNA MÚSICA

Na cidade razoavelmente silenciosa, ao meio-dia do domingo, os acordes do Concerto nº 1 para Piano e Orquestra, de…
Crônica

PEDRO DA RABECA

Revi, dia desses, a foto de Pedro. Tive a impressão de ouvir o timbre de sua voz pronunciada em ritmo meio…
Crônica

DIO, COME TI AMO!

No cinema dos efervescentes anos 1960, enredos que refletiam sobre os dramas existenciais, os choques entre o sonho…
Crônica

TIBAU, A VILA

Nos anos 1960 a Vila do Tibau integrava o município de Grossos. Oficialmente, sua população era de nativos, a…
Crônica

TIBAU ERA UMA VIAGEM

Cortar os quarenta e poucos quilômetros entre Mossoró e Tibau exigia disposição de viajante. De caminhão ou de…
Crônica

A COPA DE 70

Para o futebol brasileiro, que ganhou várias copas do mundo, e para o Brasil, a copa a de 1970 é emblemática por…
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support