Urgente

STF analisa pedido de liberdade de Lula

Já há dois votos a favor do ex-presidente; decisão caberá a Lewandovski



A segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF) analisa neste momento se concederá liminar para que o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva aguarde em liberdade o julgamento do habeas corpus em que alega parcialidade do ex-juiz Sérgio Moro.

A proposta foi feita pelo ministro Gilmar Mendes após a defesa do ex-presidente pedir que o julgamento do habeas corpus acontecesse nessa terça-feira, 25/6.

“Diante das razões que eu expus, e do congestionamento da pauta, havia indicado o adiamento. Tem razão o nobre advogado quando alega o alongamento desse período de prisão diante da sentença e condenação confirmada em segundo grau. Como temos toda a ordem de trabalho organizada, o que eu proponho é de fato conceder uma medida para que o paciente aguardasse em liberdade a nossa deliberação completa. Encaminharia nesse sentido, se o colegiado assim entendesse”, defendeu Gilmar Mendes.

O ministro Ricardo Lewandosvki também defende a liberdade imediata de Lula. Falta o voto de Celso de Melo. Caso ele opte por acompanhar os colegas, será concedida liberdade provisória ao ex-presidente.

 

Notícias semelhantes