Saúde

Sesap investe em plano estadual de cirurgias eletivas

O objetivo da audiência foi discutir a atual situação das filas por cirurgias eletivas e emergenciais no estado em busca de soluções

O secretário de estado da Saúde Pública, Cipriano Maia, participou nesta quinta-feira (11) da audiência pública na sede da Assembleia Legislativa com o tema “Saúde Pública – demandas reprimidas: cirurgias eletivas e emergenciais”.

A audiência, proposta pelo deputado Getúlio Rego, reuniu diretores de hospitais do RN, secretários municipais de Saúde, a promotora da Saúde no Ministério Público Estadual, Iara Pinheiro, representantes do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do RN e do Conselho Regional de Medicina.

O objetivo da audiência foi discutir a atual situação das filas por cirurgias eletivas e emergenciais no estado em busca de soluções. O secretário Cipriano Maia fez um panorama da difícil situação na qual se encontra a Saúde no RN, destacando os problemas herdados da gestão anterior, como o passivo de cirurgias não realizadas, o congestionamento nos corredores de hospitais e a insuficiência de medicamentos e insumos.

Cipriano discorreu, então, sobre as ações que vêm sendo empreendidas pela Sesap para o enfrentamento da atual crise, com foco no planejamento e gestão, vigilância e promoção em saúde e gestão do trabalho e da educação em saúde.

Nesse sentido, o secretário ressaltou as medidas administrativas já realizadas, entre elas: garantir uma maior celeridade aos processos licitatórios que anteriormente se encontravam parados, acelerar obras de construção de leitos de UTI, melhorar as relações com fornecedores e prestadores de serviços, honrando pagamentos, revisar escalas e plantões eventuais, convocar cerca de 500 novos servidores e reorganizar a gestão do cuidado no âmbito hospitalar, por meio de uma nova organização do fluxo de atendimentos em cirurgia vascular, possibilitando o esvaziamento dos corredores do Hospital Walfredo Gurgel.

Com relação à situação das filas por cirurgias no estado, Cipriano informou que a Sesap está realizando um levantamento do quadro atual, para definir com precisão os números referentes às demandas reprimidas. Com base nesse levantamento, a gestão irá elaborar um plano estadual de cirurgias eletivas, respeitando critérios de prioridades e necessidades, na busca por garantir à população o acesso aos serviços.

Notícias semelhantes