Medo, corrupção e caos

Mesmo que uma parcela pequena da população ainda insista em querer fazer crer que não exista corrupção no criminoso governo Bolsonaro, fatos e evidências mostram, quase todos os dias, exatamente o contrário. A reportagem do jornal O Estado de São Paulo de ontem é só mais uma prova de quanto esse governo é corrupto. 

Criar um orçamento paralelo não é só vil, criminoso e imoral. É ardiloso, é sorrateiro, é um tapa na cara da sociedade. Além dos motivos não serem nada republicanos, a existência de um orçamento paralelo é uma tentativa de ludibriar a população, fazendo crer que não há verbas para o que realmente importa: políticas públicas.

Além de toda o aspecto torpe que envolve a questão há ainda o superfaturamento dos produtos comprados pelas emendas liberadas na surdina, em valores acima do permitido. Corrupção no atacado. De roldão.

O governo Bolsonaro, que se estabeleceu tentando impor medo, vem se configurando como uma catástrofe, mergulhando o país no caos que já é de todos conhecido. A corrupção, marca da gestão Bolsonaro desde o início, é agora revelada da forma que realmente é. Em dimensões gigantescas. Para que o leitor fique bem informado: o orçamento parelho movimentou R$ 3 bilhões para a compra de deputado.

GABINETE PAGO

Me perguntaram se na região tinha Gabinete do Ódio. Não soube responder. Outras pessoas, no entanto, me mostraram gente integrando quadro de apoios de órgãos públicos sem terem sido nomeados por portaria ou terem sido aprovados em concurso púbico.

GABINETE PAGO II

Como transparência não tem sido o forte em algumas gestões municipais oestanas, dou um conselho: é melhor tutelar o acompanhamento dessas ações nada legais.

SINAIS, SINAIS

Além de liberar emendas à escondidas para parlamentares de sua base de apoio, o governo Bolsonaro também precisa responder sobre o superfaturamento na compra de tratores. Aliás, compra superfaturada é marca registrada desse (des) governo.

SINAIS, SINAIS II

Trator parece ser o equipamento rural que tem trazido dores de cabeças aos gestores brasileiros, de norte a sul do país.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...