Funcionalidades dos temperos

Olá, me chamo Lisyanne Mendes sou nutricionista funcional, queria agradecer a oportunidade estar dividindo um pouco do meu conhecimento aqui com vocês, estarei trazendo conteúdos semanais, e quero muito a interação de todos que seguem esse portal, me disponibilizo para tirar dúvidas e aceito sugestões de conteúdo.

Para iniciar nosso papo por aqui irei começar com alguns temperos que certamente vocês devem conhecer, mas não sabem sua real funcionalidade além dos sabores. Vamos lá conhecer alguns:

Selecionei três ervas para explicar um pouco mais sobre elas.


ALECRIM

O Seu nome cientifico é Rosmarinus officinalis e pode ser comprada em supermercados, lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação na forma seca, e em feiras livres na sua forma in natura. Dentre os benefícios do seu consumo estão eles, na digestão atua como inibidor da produção de gases, aliviando azia, diarreia e constipação, sua ação anti-inflamatória auxilia no alivio de dores causada pela artrite, artrose, dores musculares, dor de dente, dor de cabeça, gota e problemas de pele. Além de todas essas funções ainda possui ação antibacteriana na gastrite causada pela bactéria H. pylore, tem ação antioxidante.

As partes que são utilizadas dessa planta são as seguintes: As folhas podem ser usadas para temperar os alimentos, e as flores se utilizam para fazer chás e banhos de imersão.

SALSA OU SALSINHA

A salsa também é conhecida como salsinha, é uma planta medicinal muito conhecida para tratar problemas renais como pedra nos rins, infecções urinarias, auxiliam no trato digestivo beneficiando a não formação de gases intestinais, prisão de ventre, ajuda ainda na drenagem de líquidos do corpo.

A regularidade do seu consumo traz alguns benefícios para saúde:

Ativa a glutationa, esse sendo um poderoso antioxidante, atua no organismo na prevenção do câncer, sua função antioxidante vai além disso, prevenido a aterosclerose, trombose, AVC, controlando a diabetes, melhorando a saúde da pele e ajudando na digestão.

Por ser rica em vitamina C e flavonoides ajuda na prevenção de gripes, resfriados, envelhecimento precoce.

Previne anemias por ser rica em ácido fólico e ferro.

Sua ação diurética evita o acumulo de líquidos no corpo, prevenindo assim a formação de cálculos renais, controlando a hipertensão e combatendo infecções urinarias pois ela possui ação antibactericida.

As partes que são utilizadas dessa planta são as seguintes: Tanto as folhas quanto suas sementes e raízes são utilizadas para fazer remédios naturais, além de poderem ser usadas na culinária.

MANJERICÃO

O seu nome cientifico se chama ocimum basilicum, o manjericão também é conhecido como manjericão-de-folha-larga, manjericão doce, alfavaca, alfavaca doce, basilicão e erva-real, as folhas frescas ou desidratadas podem ser encontradas em feiras livres, em casa de produtos naturais e supermercados, podendo está sendo utilizadas em pratos, molhos, saladas ou sucos.

A utilização dessa erva com constância tem vários benefícios vou listar alguns:

Possui um composto de atividades antioxidantes e anti-inflamatórias que protege e melhora as funções do fígado melhorando assim a digestão. Sua função diurética auxilia na perca de peso.

Na sua forma de óleo essencial tem uma função bem importante para o sistema respiratório, ajudando no relaxamento dos músculos pulmonares, melhorando a função respiratória e aliviando a tosse em casos de gripe, resfriado e bronquites, pois possui ação anti-flamatoria e antimicrobiana, combate a proliferação dos vírus responsáveis por essas infecções.

Ainda na função do óleo presente na folha de manjericão, seu composto principal ajuda no relaxamento dos vasos sanguíneos, prevenindo e ajudando a tratar a hipertensão.

As folhas quando maceradas junta com óleos podem ser usadas para tratar feridas ou picadas de insetos, pois as mesmas possuem ação antisepticas e antimicrobiana.

A enxaqueca pode ser tratada através dos óleos essências de manjericão, eles proporcionam sensação de relaxamento e bem estar após sua inalação ou aplicação na pele.

Por ter ação antioxidante, anti inflamatória e antimicrobiana, o manjericão pode ser usado em chás, bochechos ou gargarejos para tratar aftas, gengivite, dor de garganta e amigdalite.

As partes usadas do manjericão são as folhas, os caules e as sementes, como base de preparações como molhos, saladas e sucos. Outras formas de uso do manjericão são na forma de chás, para temperar alimentos, em óleo essencial ou cataplasma (pasta para tratar feridas).

 

Instagram: @lisyannemendesnutri

E-mail: [email protected]

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support