Película

Filmado no RN, Bacurau vence Festival de Cinema de Munique

Em maio, o longa havia levado o Prêmio do Júri no Festival de Cannes, onde estreou.

O filme Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, venceu o prêmio de melhor filme no 37.° Festival de Cinema de Munique (Filmfest München), na principal Mostra, a CineMasters Competition.

Em maio, o longa havia levado o Prêmio do Júri no Festival de Cannes, onde estreou.

No Brasil, Bacurau terá sua primeira projeção no Festival de Gramado, como filme de abertura fora de competição, no dia 16 de agosto. A estreia nas salas brasileiras será no dia 29 de agosto, com distribuição da Vitrine Filmes.

O prêmio em Munique prevê 50 mil euros em equipamentos Arri para o próximo filme dos realizadores.

Bacurau, é um filme franco-brasileiro, escrito e dirigido por Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. É produzido por Emilie Lesclaux, Saïd Ben Saïd e Michel Merkt e estrelado por Sônia Braga, Udo Kier e Bárbara Colen.

O título do filme é o apelido do último ônibus da madrugada no Recife, e a origem do nome vem de uma ave de hábitos noturnos comum nos sertões brasileiros, que era chamada pelos povos tupis de wakura’wa.

A produção venceu o Prêmio do Júri no Festival de Cannes de 2019, tornando-se o segundo filme brasileiro da história a ser laureado no certame geral, após O Pagador de Promessas (1962) de Anselmo Duarte.

O longa foi gravado no Rio Grande do Norte, nas cidades de Parelhas e Acari, Seridó potiguar, onde teve participação da comunidade local. As gravações terminaram em maio do ano passado.

Notícias semelhantes