Inadimplência

Dívida da prefeitura é de centenas de milhões, dizem secretários

Apesar do alto volume, auxiliares dizem que não sabem a quem e de quanto é o débito do município com cada credor

“Não sabemos precisar ainda qual o valor exato, mas a dívida da prefeitura de Mossoró é de centenas de milhões”. A afirmação foi feita pelo secretário-chefe de Gabinete da Prefeitura de Mossoró, Kadson Eduardo, durante entrevista coletiva à imprensa da cidade na manhã desta segunda-feira, 4/1.

A entrevista, convocada por prefeito Allyson Bezerra, contou com as presenças dos secretários Ivo Franklin Bezerra (Fazenda), Frankin Filgueira (Desenvolvimento Econômico), Raul Santos (procurador geral), Humberto Fernandes (Consultor Geral), Claudemberg Dantas (Controlador Geral), Regi Carte Bezerra (Comunicação Social), além do próprio prefeito e do chefe de Gabinete.

Todos os secretários que falaram durante a coletiva reafirmaram a dificuldade de encontrar informações sobre a situação financeira e administrativa da prefeitura, mas reafirmaram que a dívida deixada pela gestão da ex-prefeita Rosalba Ciarlini (PP)  é de centenas de milhões de reais.

De acordo com os auxiliares do prefeito Allyson Bezerra, além dívidas volumosas, o município enfrentará redução em receitas por falta de algumas ações da gestão anterior e também correrá o risco de não receber repasses do governo federal, por exemplo, por não ter apresentado prestação de contas.  “Mossoró está inadimplente com o Serviço Auxiliar para Transferências Voluntárias”, reafirmou Raul Santos, referindo-se ao CAUC, o conhecido “Serasa dos municípios”.

Raul, no entanto, ressaltou que embora as dívidas sejam muitas, ainda não se sabe o tamanho do débito total, nem a quem deve e os valores devidos a cada credor.

Sobre os débitos com os servidores públicos, Kadson Eduardo afirmou que o compromisso da gestão é pagar, mas não precisou datas. “Não sabemos quantas folhas estão em aberto e com quais servidores”, finalizou.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...