Comércio pode, escola não pode

No Rio Grande do Norte o período de isolamento por conta da pandemia do Covid-19 vai sendo flexibilizado de forma gradativa, embora existam vozes divergentes entre os favoráveis e contrários a essa decisão anunciada pela governadora Fátima Bezerra. Independente da divergência entre o certo ou errado, cabe alguns questionamentos na planilha de retomada das atividades. Cabe perguntar o motivo pelo qual o comércio pode ser reaberto logo no primeiro momento já no mês de julho e as escolas só tenham previsão, nada certo ainda, para o mês de agosto após do dia 14.

Seria o temor pela situação de insatisfação dos professores que chegaram a decretar greve antes da pandemia ou ainda existe a insegurança da real situação do combate ao Covid-19? O povo quer saber, pois tudo indica que tem osso no meio do angu. O grave nessa história toda é se o motivo for a segunda suspeita, no caso, não existir ainda um controle no combate ao novo coronavírus. Se a questão for essa, o caso é bem mais sério, pois as pessoas estão indo as ruas no setor comercial, como se diz na gíria, “com força”. Vamos esperar o período de incubação nos próximos 14 dias e torcer que tudo não passe de cisma de quem discorda da reabertura e a situação esteja tranquila para o comercio funcionar e, finalmente, as escolas possam retomar o ano letivo. Agora, programar somente para a segunda quinzena de agosto, ficou estranho. Assim como também fez em Mossoró a prefeitura decretando um possível retorno das aulas para 31 de agosto.

PRAZOS VENCIDOS ESTÃO PRECLUSOS

Com a confirmação do adiamento das eleições para os dias 15 de novembro (1º turno) e 29 de novembro (na cidade onde existir 2º turno) algumas dúvidas foram geradas em relação aos prazos. Vamos ao ponto mais discutido nos últimos dias, a desincompatibilização. A situação é a seguinte: Essa pode ser feita até o dia 15 de agosto para os afastamentos em que a lei prevê três meses do pleito, e só. Em relação aos prazos vencidos (4 e 6 meses) estão preclusos, vetada a sua reabertura. O mesmo se aplica a filiação partidária, ou seja, já está preclusa, não será alterada. Quem já adotou as providências citadas, ótimo, caso contrário, não poderão mais fazê-lo.

Vamos lembrar também de datas, por exemplo, 6 de maio quando o eleitor teve como sendo último dia para regularizar sua situação para poder votar nas Eleições Municipais de 2020, também não volta. Outra data já vencida, 3 de abril, quando fechou a janela eleitoral, período em que vereadores poderiam mudar de partido para concorrer à eleição (majoritária ou proporcional) agora de novembro sem incorrer em infidelidade partidária, também não será retomada. Pronto, para quem alimentava esperança de poder rever os prazos aqui citados, pode tirar o cavalinho da chuva. Foi, não é mais.

MEDICAMENTOS EFICAZES NO TRATAMENTO DO COVID-19

Aos poucos a ciência avança e, até a próxima semana, é possível que se tenha informações sobre medicamentos capazes de tratar pacientes com Covid-19. E isso será excelente enquanto não se tem uma vacina capaz de combater essa pandemia. Em relação a previsão do medicamento, quem fez o anúncio foi a Organização Mundial da Saúde (OMS). O diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom disse que espera os resultados sobre ensaios clínicos que estão sendo conduzidos.

Quanto a vacina ainda não é prudente, na opinião de dirigentes da OMS, prever quando estará pronta para distribuição em massa. Existe previsão de que até o fim do ano já exista uma disponível, porém a corrida seguinte será a sua produção em massa. Mas, apesar dessa preocupação, no geral as notícias são boas no rumo de uma solução para o problema que tem deixado a população mundial em pânico.

CONFUSÃO NO RETORNO DO FUTEBOL NO RN

Pobre e sofrido futebol do Rio Grande do Norte, em particular o combalido Campeonato Estadual. Além das dificuldades naturais e a pandemia do Covid-19, surgem agora interpretações diferentes sobre o returno aos treinos e reinício dos jogos. A Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) através da sua Comissão Médica havia informado aos clubes que já poderiam retornar com os treinos físicos. Eis que, em poucas horas, o governo desmentiu e disse que não autorizou. Assim segue tudo parado.

Na verdade o que existe é um parecer técnico do Comitê Científico do Estado que analisou de forma positiva o material enviado pela FNF contendo o seu Plano de Trabalho para o retorno e conclusão do certame potiguar de futebol profissional. Isso significa que segue sem autorização a retomada dos treinos e, pior ainda, o governo resolveu suspender também a possível data de retorno do campeonato, previsto para 23 de julho, agora sem nenhuma data prevista. O que parecia o fim do problema, agravou mais um pouco. Só quero saber como os clubes irão sobreviver sem jogar.

TIBAU: ILUMINAÇÃO ARTIFICIAL E LIMPEZA

Em reta final de sua segunda administração, o prefeito Naldinho da cidade de Tibau-RN tem acelerado algumas obras para que, segundo seus assessores, possa chegar em dezembro com os compromissos de campanha em dia. Pelas redes sociais o vereador Daniel Roberto comemorou a instalação da iluminação artificial do estádio Rogerão. Aliás, é bom reforçar, que o estádio não é mais aquele campo ao lado do cemitério da cidade, é uma nova praça esportiva edificada no bairro Jardim de Alícia.

Uma equipe esteve no local na última semana para a colocação dos postes, o que deixou o esportista da cidade bastante animado, por exemplo, já pensando no retorno dos jogos da Copa Oeste, competição organizada pela Liga Desportiva Mossoroense (LDM). Paralelo ao trabalho de instalação da iluminação artificial, com a diminuição das chuvas, a prefeitura tem realizado um serviço de capinagem em diferentes pontos da cidade. Vamos esperar agora que o governo do Estado providencie a limpeza da RN-013 hoje com seu acostamento tomado pelo mato. A rodovia liga as cidades de Tibau e Mossoró no Rio Grande do Norte, além de Icapuí, no Ceará.

INDIOS VENEZUELANOS EM MOSSORÓ

A Venezuela segue afundando em crise no governo linha dura do presidente Nicolás Maduro e quem mais sofre com o regime de pouca ou nenhuma liberdade, é o seu povo. As vezes sem ter sequer o que comer, a população migra, entre outros países, para o Brasil e a cidade de Mossoró entrou no mapa dessa imigração. Atento ao problema dos venezuelanos vistos em vários pontos da cidade, principalmente nos semáforos na condição de pedintes, o Ministério Público do Rio Grande do Norte promoveu uma reunião, por webconferência, com representantes de diferentes seguimentos.

O vereador Petras Vinícius, por exemplo, representou a Câmara Municipal de Mossoró e considerou positiva a atitude do MP para discutir a situação e como apoiar os waraos venezuelanos em Mossoró.

O povo indígena warao são oriundos da região norte da Venezuela e se destacam no ambiente urbano do seu país de origem, com grandes habilidades de artesanato e mulheres com roupas coloridas. Petras explicou que o grupo discutiu meios de atendimento a essas pessoas, para minimizar a vulnerabilidade social que se encontram. O vereador defendeu, no que for possível, a implementação dessa ajuda pelo fato, também, de haver crianças nos grupos localizados em Mossoró.

MENSAGEM

“Chega-te aos bons, serás um deles, chega-te aos maus, serás pior do que eles”.

Sabedoria popular

CUIDADO COM O X-9 NO GRUPO DE WHATSAPP

Atitude deselegante e covarde, de pessoa sem argumento para o debate aliada a falta de caráter. Assim defino a atitude daqueles que usando do anonimato se utiliza da sua presença em grupos de whatsapp para fazer print das conversas e, repito, usando do anonimato, enviar para outras pessoas gerando problemas ao autor de alguns comentários. Pessoas que tem coragem e assumem sua posição na sociedade. Claro, não somos obrigados a concordar com tudo que é dito, porém precisamos ter a postura de silenciar ou, com argumentos, discutir a questão no caso de não concordar.

Agora, simplesmente fazer uma cópia de conversas de grupos que deveriam ser privados e replicar com o objetivo de expor a imagem de quem se manifestou, é covardia. Tenho visto alguns casos que vão se tornando frequentes e confusões sérias estão sendo formadas. Apesar de toda celeuma, as vítimas não conhecem seus acusadores, ou melhor, o X-9 delator. Esse se mantém na espreita. Cuidado então com o X-9 em seu grupo nas redes sociais e, para completar, que esse elemento “cagueta” também se cuide, esse não é um bom caminho para ser seguido, pois não tem volta.

O TEATRO ALBERTO MARANHÃO EM NATAL

Aos mais experientes e que conhecem a história, eu recomendo para matar saudades e aos mais jovens, para que conheçam essa história e possam, quem sabe, até pressionar no sentido de que ela volte a ter vida e escreva novas páginas de uma fica história cultural em solo potiguar. O foco aqui é o Teatro Alberto Maranhão em Natal, o tema da crônica “COISAS QUE SE FORAM ANTES” assinada por Amós Oliveira aqui no Portal do RN que fez sua estreia na última semana. Primeiro ele explica os objetivos de suas crônicas e em seguida saem as postagens focando alguns espaços que deixaram de ser utilizados antes mesmo da pandemia do Covid-19 que promete, infelizmente, transformar muitos seguimentos em história para ser contada, lembranças de um passado que até pouco tempo era presente.

A partir do domingo, 05, o primeiro espaço a ser lembrado em “COISAS QUE SE FORAM ANTES” é o majestoso teatro, conhecido pela abreviatura de TAM. Aqui nenhuma referência em relação a empresa aérea. Aliás possuem algo em comum, o seu fechamento. A TAM, empresa de linhas aéreas, se fundiu com a chilena LAN em 2016 adotando a marca Latam. Infelizmente o nosso TAM ainda não teve a mesma sorte de conseguir uma parceria que o salve de alguma forma e assim continua fechado. Estão, recomendo a leitura da crônica, pois tem informações importantes para quem gosta de um bom e bem embasado registro histórico. Aproveite e reforce a luta pela reabertura do teatro onde um dia tive o privilégio de assistir ao show de Sivuca e Clara Nunes.

MANTENHAM O PROTOCOLO SOCIAL

Vamos aproveitar a penúltima nota da coluna para mandar um recadinho do coração. Minha gente o início da flexibilização das medidas de combate ao Covid-19 não significa dizer que o vírus deixou de existir e não incomoda mais. Isso posto o meu recadinho é, vamos manter o protocolo social. E o que vem a ser isso? Simples, eu estou falando da continuidade na utilização de água, sabão, álcool em gel e, completando o recado, distanciamento social.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou, e isso é ótimo, é para comemorar mesmo, que o Brasil apresenta sinais positivos de estabilização do problema. Reforço dizendo que essa é uma ótima notícia, porém não posso dizer que estamos totalmente seguros. Sendo assim, vamos manter o protocolo social. Afinal, seguro mesmo só estaremos quando existir uma vacina capaz de combater e, no mínimo, controlar o novo coronavírus. E tenho dito.

NOVO CALENDÁRIO ELEITORAL

PEC aprovada no Senado e na Câmara:

A partir de 11 de agosto: vedação às emissoras para transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato.

Entre 31 de agosto e 16 de setembro: realização das convenções para escolha dos candidatos pelos partidos e a deliberação sobre coligações.

Até 26 de setembro: prazo para partidos e coligações solicitarem à Justiça Eleitoral o registro de seus candidatos; após 26 de setembro: início da propaganda eleitoral, inclusive na internet.

A partir de 26 de setembro: Justiça Eleitoral convocará os partidos e a representação das emissoras rádio e de televisão para elaborarem plano de mídia.

27 de outubro: partidos políticos, as coligações e os candidatos, obrigatoriamente, deverão divulgar o relatório discriminando as transferências do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, os recursos em dinheiro e os estimáveis em dinheiro recebidos, bem como os gastos realizados.

Até 15 de dezembro: encaminhamento à Justiça Eleitoral do conjunto das prestações de contas de campanha dos candidatos e dos partidos políticos, relativamente ao primeiro e, onde houver, ao segundo turno das eleições.

27 de dezembro: último prazo para realização de eleições para municípios mais afetados pela pandemia.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...