Crônica

CHURRASCARIA O SUJEITO

Foi a Churrascaria O Sujeito, por muito tempo, o principal ponto da noite mossoroense. Vida noturna sem a intensidade que viria depois, mas não menos emocionante, e que se iniciava geralmente nos horários dos cinemas, sete, sete e meia e raramente ia além da meia-noite. A denominação churrascaria talvez nem fosse a mais adequada.

Era mais um bar com clima um pouco de boite, porém, em vez do ambiente fechado que caracteriza essa categoria, tinha uma estrutura aberta, proporcionando uma vista panorâmica do rio, da velha ponte e da parte da cidade em torno. Sua decoração com chapéus de couro e de palha, arreios, gibão e coletes de couro, chocalhos, peneiras e abanadores de palha e outras peças semelhantes, expressava um ineditismo para a época, não só na cidade, mas no Brasil pois lembrava um cotidiano de interior nordestino em um país atraído por uma estética importada, europeia e urbana.

As águas do rio movimentadas vagamente pela brisa que à noite vinha no rastro do vento nordeste que soprara forte durante a tarde, compunha um quadro de amenidade e reverberava os boleros e canções saídos da hi-fi na voz de Connie Francis, Edie Gorme e Trio Los Panchos, Trio Irakitan, Dick Farney, Sinatra, Nat King Cole, Lucho Gatica e o novato Altemar Dutra, inspirando namoros ou a simples convivência de amigos.

Confraria da cerveja, do Whisky ou do sugestivo “cuba libre” acompanhados dos petiscos onde o filé com batatas fritas representavam o que havia de mais sofisticado para uma culinária sem o internacionalismo atual. Chegar dirigindo um automóvel era um diferencial, para alguns até ostentação, mas vir a pé não causava estranheza. Carro particular ainda era luxo acessível a poucos.

O ambiente seria hoje considerado simples. E era, de fato, simples. Entretanto alguns elementos o tornavam, em certo grau, elitizado: a organização, o padrão musical, o bar e a cozinha direcionavam-se a um público um pouco mais exigente. Nesse aspecto uma concorrência viria apenas com o surgimento posterior da Churrascaria Brasa e do Bar Umoarama e, algum tempo depois, da icônica Boite Snob.

Assim como outros estabelecimentos, a Churrascaria O Sujeito pode ser considerada emblemática de uma época na história mossoroense. Uma cidade com uma região central onde o principal comércio dividia espaço com residências de famílias de melhor poder aquisitivo, rodeado por uns poucos bairros que, com o crescimento horizontal da área urbana, aos poucos passaram a constituir o que se pode chamar de um centro expandido.

 

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...