Requerimento

Câmara Municipal revoga título de persona non grata dado a Marleide Cunha

Revogação aconteceu em sessão do Legislativo encerrada há pouco; três vereadores protestaram

A Câmara Municipal de Mossoró revogou há pouco o título de “persona non grata” dado à sindicalista Marleide Cunha, em sessão realizada em março do ano passado. Foi uma retaliação à posição firme com que Marleide defendeu os direitos dos servidores públicos municipais.

Marleide Cunha, presidente licenciada do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM), foi eleita vereadora pelo Partido dos Trabalhadores (PT) no pleito de 15 de novembro próximo passado. Com isso, ganhou força movimento no interior do Legislativo para que o título fosse revogado. Proposição nesse sentido foi apresentada pelo vereador Gilberto Diógenes (PT), sendo aprovada nesta quarta-feira, 25/11.

O requerimento 382/2020 pedindo a revogação do título de persona non grata Marleide foi aprovado por todos os vereadores presentes à sessão da Câmara Municipal de Mossoró encerrada há pouco.

Apesar de ser votado pela unanimidade, os vereadores Didi de Arnor (Republicanos), Aline Couto (PSDB) e Alex Moacir (PP) discordaram da forma como ocorreu a revogação e quiseram apresentar seu voto de protesto, mas não tiveram mais como voltar atrás na votação.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...