Baratas atravessando o galinheiro

Diz o provérbio português que “barata sabida não atravessa galinheiro”. Já viu a confusão que isso representa e como pode terminar. Pois bem, olhando prefeitos, governadores e a presidência da república através da pasta competente para tratar da pandemia do novo coronavírus, chego à conclusão de que mais parece um bando de baratas atravessando um galinheiro, não sabem o que fazer. Apareceu até ministro descendo a linha do equador até o Nordeste. Pronto, não vai demorar e teremos neve em Mossoró. Se transformou ou não na cena da barata atravessando o galinheiro? Não sabem o que fazer, para onde correr ou recorrer.

Dei uma olhada no lockdown da cidade de Caraúbas e, quase tudo abre. Depois vem decreto de governador que o prefeito diz que na sua cidade não vale. Outro anuncia a sobra de leitos, enquanto a população morre por não ter onde se internar. Entendo mais uma vez que a situação mundial é grave, todos estão na mesma balada de não saber muito o que fazer por se tratar de uma doença desconhecida sem uma vacina capaz de imunizar as pessoas, porém a falta de estrutura de sempre só complicou e ampliou para pior o quadro do desconhecido. Enquanto a economia desaba, a população fica doente e alguns morrem, as baratas não sabidas tentam atravessar o galinheiro.


O EFÊMERO E A FAMÍLIA

Estava assistindo uma reportagem do jornalista Amaury Júnior que entrevistava o cantor e apresentador de TV, Ronnie Von, uma conversa descontraída, porém com tiradas inteligentes e frases que nos faz refletir, principalmente no momento que vivemos. Se o momento é de recolhimento, pelos motivos não desejados é verdade, aproveitemos então para darmos uma configuração correta, principalmente para aqueles que estão em família. Não importa a formação, seja ela biológica, por adoção ou simples laços de amizade.

No meio da conversa perguntado sobre a importância dos filhos, Ronnie Von respondeu que na vida tudo é passageiro, tudo é efêmero, família não. Família, reforçou ele, é a verdade e a verdade ela é permanente. Ronnie seguiu com sua resposta dizendo que você não tem como escolher a família. Você pode escolher seus amigos que passam a ser a sua família, mas origem, o DNA você não muda, então, viva os filhos!!. Concordo, muitos vivas aos filhos e as famílias. Se seu momento hoje é de aflição, não se esconda, e se não pode buscar o ombro ou colo por conta do isolamento social, procure a família e converse. O telefone, o computador e a internet que muitos não queriam, nunca foram tão essenciais e indispensáveis nas nossas vidas.

POLÍCIA MILITAR NÃO TEM IDEOLOGIA

Nas últimas semanas estamos acompanhando a intensificação e o acirramento de grupos que saem as ruas para apoiar ou protestar contra o governo Bolsonaro. Entre eles, para manter a ordem, surge a Polícia Militar que não tem ideologia ou corrente partidária, vai as ruas para fazer cumprir a lei e manter a ordem. Quem pisar fora desse quadrado terá que encarar a ação de repressão da polícia. Defendo até a morte o seu direito de se expressar, porém se existem regras a serem seguidas, é bom respeitar. Alguns grupos estão aproveitando o movimento para saquear lojas, depredar imóveis e monumentos públicos e isso não faz parte do direito democrático de expor sua posição política.

O sujeito deveria até lembrar da terceira lei de Newton denominada de ação e reação. As forças podem ter a mesma intensidade, na ação e reação, porém os sentidos são opostos. Aplicando ao caso das ruas, enquanto um lado tenta com sua ação promover baderna, desviando o real sentido do direito de se manifestar, o outro, no caso a polícia, surge para garante a lei e a ordem. Repito, posso até discordar daquilo que você diz ou faz, porém estaremos prontos para defender até a morte o seu direito de se expressar. Agora, se existem regras a serem seguidas estas devem ser respeitadas. E no caso das manifestações, de forma prévia, são apresentados aos líderes dos dois movimentos algumas medidas a serem observadas no ato.

MESMO SAUDÁVEL DEVO PROCURAR O UROLOGISTA?

Nós somos teimosos e ainda temos a coragem de dizer que estamos saudáveis, não estamos sentindo nada por isso não vamos procurar o médico. E ainda tem aquele que fala assim: “Vou procurar médico não, se for ele arranja uma doença”. Grande erro esse que cometemos. Mas, para você não falar que eu não sou nenhum especialista na área da saúde para ficar com esse tipo de conversa, e eu concordo, vou logo deixando uma dica: www.drthiagobruno.com.br. Recomendo que aproveitem o tempo livre acessando o endereço citado e tenham uma boa leitura.

Inclusive tem um excelente artigo do Dr. Thiago Bruno com o título: Estou saudável! Então, quando devo procurar o urologista? Tenho certeza que o amigo leitor já fez ou ouviu essa pergunta. Pelo que andei lendo no artigo é preciso procurar o profissional médico sempre, seja qual for a fase da vida. Mas, repito, sou leigo e vou usar daquilo que posso, que é a informação, para indicar o site www.drthiagobruno.com.br. Só para completar, na mesma página, entre outros, também tem um artigo falando da urologia para mulheres. Confira tudo no www.drthiagobruno.com.br.

O DESABAFO DO VEREADOR FLAVINHO

Externando um pouco de diferentes sentimentos como raiva, decepção, revolta extrema e total desapontamento, o vereador Flávio Tácito (PP), “Flavinho”, durante sessão da Câmara Municipal de Mossoró fez um desabafo contra ações que ele considerou injustas e descabidas tendo como objetivo denegrir a sua imagem. Algumas pessoas andaram expondo o nome do vereador nas redes sociais tentando criar um clima ruim entre ele e a classe artística mossoroense dizendo que Flavinho havia votado contra uma proposta de apoio ao seguimento. A ideia é utilizar recursos destinados ao Mossoró Cidade Junina, evento suspenso por conta da pandemia do Covid-19, transferindo uma parte para cantores e bandas que trabalhariam na abertura, a chamada janela, das principais atrações da festa.

Em sua fala o vereador desafiou qualquer pessoa para mostrar quando e como ele se posicionou contra o projeto, desafio esse que não obteve resposta dos seus acusadores. Na verdade Flavinho votou favorável ao projeto. E tem outro detalhes, quando lançaram a mensagem na internet a proposta sequer havia sido levada ao plenário do Legislativo municipal para votação. É lamentável que em período eleitoral pessoas munidas de má intenção tentem denegrir a imagem de seus concorrentes. Certamente para estes lhes faltam argumentos para conquistar o voto. Conheço Flavinho muitos anos antes de sua caminhada dentro da política partidária e sempre observei nele uma pessoa do bem, religioso e completamente engajado nos movimentos culturais de Mossoró. Merece o nosso respeito, merece o respeito de todos.

PREFEITURA DE TIBAU INSTALA LAVATÓRIOS

Além das medidas de isolamento social e as barreiras montadas nos finais de semana nas entradas da cidade, a prefeitura de Tibau resolveu ampliar suas ações de combate ao novo coronavírus. Deu início a instalação de lavatórios em diferentes pontos da cidade, naqueles setores de maior movimentação. O trabalho coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde definiu, entre outros, colocar os lavatórios em diferentes pontos, tais como, casa lotérica, sede da prefeitura, padarias, farmácia e até no ponto de taxi onde já existem alguns cuidados específicos.

Agora é esperar que a população possa conservar os equipamentos e até se tornar fiscais denunciando possíveis ações de vândalos. Se esse equipamento é colocado pela prefeitura, consequentemente o seu custeio vem do erário, só para reforçar vale dizer que isso significa dinheiro público. É uma medida positiva no sentido de garantir as higienização das mãos em locais de maior aglomeração de pessoas. Não esquecendo de usar sempre a máscara. A luta contra o inimigo invisível e ainda sem uma arma certa para vencê-lo, depende de todos nós.

 

MENSAGEM

     Filosofia Espírita

“Se queres compreender as mudanças e transformações

de tudo e o despertamento do espírito, o porquê,

necessário se faz amar a Deus sobre todas as coisas e ao

próximo como a ti mesmo, este é o princípio de toda a

sabedoria humana e divina”.

                                                                                    Miramez    

 

CPI SOBRE RESPIRADORES DO CONSÓRCIO NORDESTE

O tempo vai passando e nada de aparecer respiradores ou a devolução do dinheiro. Respiradores que foram comprados e não recebidos pelo Consórcio Nordeste, que reuniu governadores da região no procedimento. Infelizmente, de maneira negativa, o Rio Grande do Norte se envolveu naquilo que, digamos assim, mais parece um calote. Mas, para saber se foi calote ou se existiu outra artimanha nada legal no processo, já tem deputado estadual no RN propondo a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito, conhecida no submundo do medo dos gestores como CPI.

A proposta é do deputado Tomba Farias (PSDB) que quer saber, mais especificamente, que rumou tomou os R$ 5 milhões pagos pelo governo potiguar. Talvez ele entenda que a entrega do material comprado seja algo impossível no momento. Então o pensamento segue na trilha certa, o estado precisa dizer qual o destino dado ao valor investido. A própria governadora Fátima Bezerra (PT) poderia tomar a frente desta situação e adiantar as providências para pegar o dinheiro de volta e não deixar o assunto esticar além do que já foi. Seria até uma maneira de demonstrar que não existiu nenhum ato ilegal em sua decisão de investir R$ 5 milhões na compra que não deu certo.

RESPIRADORES, É COM O AMIGO DO ASSESSOR

Com destaque em diferentes meios de comunicação foi noticiado que um empresário havia conseguido 15 respiradores para Mossoró. Não deixa de ser uma boa notícia. Agora, a forma como noticiaram o fato mais parecia uma ação orquestrada para promover o empresário e sua afinidade com o assessor do ministro interino da saúde. Também não tem muito problema, principalmente se a intenção da publicidade não tiver fins eleitorais ou eleitoreiros. Mas, fica a pergunta: Com tantas cidades precisando do equipamento, será que eles existem e só serão liberados para os amigos do poder? Para os amigos os favores da lei e para o inimigos os rigores da lei?

No mesmo período da circulação da notícia um borracheiro vítima de acidente de trabalho morria em Mossoró após esperar durante 40 horas por uma UTI no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM). Pode parecer situações distintas, não é. Estou falando de estrutura, ou falta dela, para atender a população. Se tivesse o respirador lá na ponta, no primeiro atendimento ao paciente com Covid-19, a UTI provavelmente não estaria lotada. Exatamente por esse motivo causou estranheza o cuidado de se colocar logo no início de algumas matérias que o empresário local era amigo pessoal do assessor direto do ministro, fato esse que teria facilitado a doação dos respiradores. “Que a mão esquerda não saiba o que faz a direita”. – Mateus 6:-4.

ÁRBITROS DO RN RECEBEM APOIO FINANCEIRO DA FNF

A Federação Norte-rio-grandense Futebol (FNF), vem ajudando através do programa de auxílio financeiro (PAF) criado pela instituição, aos árbitros e assistentes que pertencem a Comissão Estadual de Arbitragem do Rio Grande do Norte e que estão parados por conta da pausa dos campeonatos em decorrência do novo coronavírus. Árbitros e assistentes da FNF receberão em taxa para auxiliar as finanças nesta ocasião.

Da mesma forma que aconteceu no primeiro auxílio, o presidente da federação José Vanildo resolveu repetir e ajudar aos árbitros e assistentes que estão sem atividade desde abril. “Não posso virar as costas para esses profissionais que fazem o futebol ser mais justo todos os dias. Sei que estamos passando por um momento difícil e é necessário auxiliar os que vivem dessa categoria. Então, criamos esse Programa de Auxílio Financeiro que não será descontado futuramente, diferente do criado pela CBF.” Afirmou José Vanildo. (Fonte: site da FNF – www.fnf.org.br).

PENSÃO POR MORTE, QUEM TEM DIREITO?

Só lembrando, fechamos sempre a coluna citando algo do nosso ordenamento jurídico. O tema da vez é pensão por morte, claro, sem aprofundar no tema. Podemos citar, por exemplo, que são titulares do direito de recebimento da pensão por morte aqueles que dependiam financeiramente do falecido. Os dependentes são divididos por três classes de acordo com a Lei nº 8.213 de 1991 que é a do Regime Geral da Previdência.

Vamos as três classes. A primeira classe é aquela composta por cônjuge, companheiro ou filho desde que menor de 21 anos e não emancipado, ou que tenha deficiência intelectual, mental ou diversa grave. Por sua vez são dependentes para receber a pensão por morte em segunda classe os pais da pessoa falecida. Contudo diferentemente da primeira classe aqui é necessário a comprovação da dependência econômica e não apenas do vínculo de pai ou mãe. Por fim, se enquadra na terceira classe para receber a pensão por morte do falecido, o irmão menor de 21 anos que não seja emancipado. Ou aquele que mesmo maior possui deficiência física grave ou intelectual ou mental.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...