Crime de burguês ganha nome bonito

Alguns termos, mesmo juridicamente corretos, não dão a verdadeira dimensão da conduta criminosa praticada. É o que ocorre, por exemplo, com o verbete peculato. Trata-se de crime que consiste na subtração ou desvio, por abuso de confiança, de dinheiro público ou de coisa móvel apreciável, para proveito próprio ou alheio, por funcionário público. Trocando em miúdos: roubo de dinheiro público. Infelizmente, o termo pesado, pejorativo, é utilizado em larga escala quando o acusado é pobre. Quando o suspeito pertence à elite burguesa, sempre se usam expressões amenas, vocábulos que grande parte da população sequer saber sobre o que se trata.

Quem é acusado de peculato tem contra si a acusação de corrupção, desvio de recursos públicos e/ou recebimento indevido de dinheiro do contribuinte. Quem ocupa cargo público e não dá o devido expediente e, mesmo assim, recebe o salário como se trabalhando estivesse, pratica grave crime. É corrupto, desonesto, ladrão.

Hoje, por exemplo, quem está sendo acusado de peculato e falsidade ideológica é a mãe do ministro das Comunicações Fábio Faria. Maria Nina Salustino Faria teria recebido salários do cargo de assessor técnico sem efetivamente trabalhar. A denúncia do Ministério Público dá conta de que Nina Faria não dava expediente, mas recebia os vencimentos regulamente. Pode ser inocentada no curso do processo, mas o que pesa sobre a mãe do ministro é acusação de apropriação indevida de recursos públicos, de ter ficado com dinheiro do contribuinte sem oferecer a contrapartida, de ter subtraído grana pública.

ATÉ TU?

Preocupado com o crescimento de Guilherme Boulos (PSOL) na corrida pela prefeitura de São Paulo, o atual prefeito da cidade e candidato à reeleição tem divulgado notícias falsas sobre o concorrente. Coisa muito feia.

NOME NA DISPUTA

O poeta e cordelista Nildo da Pedra Branca também aceitou o desafio de concorrer a uma vaga na Câmara de Vereadores de Mossoró. Está na disputa defendendo as cores do Partido Comunista do Brasil (PC do B).

EXTREMA ENCENAÇÃO

Negacionista, o presidente dos EUA, Donald Trump é, ao lado do brasileiro Jair Bolsonaro (sem partido) um dos piores líderes mundias no enfrentamento à pandemia da covid-19. Hoje, ele anunciou que testou positivo para a covid. No meio de uma campanha eleitoral, com debates ocorrendo nesse momento da disputa, há quem duvide da veracidade da informação.

TRISTE BRASIL

Desemprego recorde; Salário mínimo sem aumento real; Produtos da cesta básica a preços exorbitantes; Real como moeda mais desvalorizada do mundo; gasolina em alta; devastação do meio ambiente; Perseguição a adversários; Censura à imprensa; Desvio do dinheiro que deveria ser utilizado no combate à Covid; Corrupção da família batendo no teto. Esse é o cenário do Brasil de Bolsonaro. A Venezuela é aqui.

Comentários
Loading...