Suscetibilidade

Contaminação da Covid-19 entre profissionais da saúde é elevada

Dos testes feitos com médicos, enfermeiros e técnicos de Enfermagem mais de 22% deram positivo

Os profissionais da Saúde estão entre as pessoas mais suscetíveis à infecção pela Covid-19. A taxa de contaminação é uma das mais elevadas entre as categorias do setor.

De um total de 24.300 testes feitos entre os profissionais da Saúde, nada menos que 5.371 deram positivo, o que revela um percentual de contaminados superior a 22%.

Dos que testaram positivo, 57% receberam alta por cura. Outros 1.049 profissionais da saúde estão em investigação para diagnóstico de Covid. Os mais afetados são os técnicos de enfermagem – que representam 60% das equipes – enfermeiros e médicos.

Profissionais agentes comunitários que trabalham na estratégia de saúde da família vêm tendo aumento de casos, assim como gestores de unidades de saúde. O pico para a categoria se deu em meados de junho e vem decrescendo.

No acompanhamento da pandemia junto aos profissionais de Saúde, o Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), vinculado à Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), está há duas semanas integrando as ações do programa RN Mais Saudável.

Membros do centro vêm visitando feiras livres para entregar máscaras, gorros e aventais aos feirantes e visitando colônias de pescadores levando informações sobre as medidas protetivas à Covid.

A Subcoordenadora do Cerest, Kelly Lima, destaca que o órgão vai divulgar nota técnica com os fluxos e critérios para estabelecer a Covid-19 também como doença ocupacional, de acordo com diretrizes do Ministério da Saúde.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...