Atendimento Covid

Sistema público de saúde do Seridó também colapsa

Todos os leitos críticos dos hospitais da região estão com 100% de ocupação

Os hospitais públicos de saúde com atendimento para pacientes Covid e instalados na região do Seridó amanheceram o dia em colapso. Todos os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados a atender pessoas contaminadas pelo novo coronavírus estão ocupados.

Além do Seridó, com 100% de ocupação, as demais regiões também estão em situação crítica, com taxas de ocupação de 93% na região metropolitana de Natal e de 91,2% no Oeste.

O cenário não é pior porque o Governo do Estado e algumas prefeituras estão abrindo novos leitos críticos. Exemplo disso é que mesmo com novas unidades instaladas, a taxa geral de ocupação no Rio Grande do Norte é de 91%, nesse momento em que a rede hospitalar potiguar conta com 305 leitos de UTI instalados, dos quais 277 ocupados, 20 disponíveis e 8 bloqueados.

O RN tem também 277 leitos clínicos com pacientes, resultando numa taxa de ocupação de 70,71%. Dos 21 hospitais com atendimento para pacientes Covid, 14 estão com taxa de ocupação de 100% de suas UTI´s.

 

Taxa de ocupação por hospitais

  1. Hospital de Campanha de Natal – 100%
  2. Hospital Doutor Mariano Coelho (Currais Novos) – 100%
  3. Hospital Giselda Trigueiro (Natal) – 100%
  4. Hospital Maternidade do Divino Amor (Parnamirim) – 100%
  5. Hospital Municipal Aluízio Bezerra (Santa Cruz) – 100%
  6. Hospital Maternidade Belarmina Monte (São Gonçalo do Amarante) – 100%
  7. Hospital Rafael Fernandes (Mossoró) – 100%
  8. Hospital Regional Alfredo Mesquita (Macaíba) – 100%
  9. Hospital Regional de João Câmara – 100%
  10. Hospital Regional Cleodon Carlos de Andrade (Pau dos Ferros) – 100%
  11. Hospital Regional Hélio Morais Marinho (Apodi) – 100%
  12. Hospital Regional Lindolfo Gomes Vidal (Santo Antônio) – 100%
  13. Hospital Regional Nelson Inácio dos Santos (Assu) – 100%
  14. Hospital Regional Telecina Freitas Fontes (Caicó) –100%
  15. Hospital Colônia João Machado (Natal) – 97%
  16. Hospital Regional Tarcísio Maia (Mossoró) – 90%
  17. Hospital Universitário Onofre Lopes (Natal) – 90%
  18. Hospital São Luiz (Mossoró) – 84%
  19. Unidade Materno-Infantil Integrada de São Paulo do Potengi – 83,3%
  20. Hospital Regional Manoel Lucas de Miranda (Guamaré) – 80%
  21. Hospital Maria Alice Fernandes (Natal) – 20%

(Os dados são da Central de Regulação do RN)

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...