Assembleia

Servidores públicos de Mossoró realizarão parada de advertência

Atividade ocorrerá caso o prefeito Allyson Bezerra não apresente uma nova proposta de pagamento dos salários atrasados

Os servidores públicos municipais de Mossoró decidiram, em assembleias virtuais, realizadas nesta quinta-feira, 25/2, que vão realizar parada de advertência no dia 8 de março caso o prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade) não apresente uma nova proposta de pagamento dos salários atrasados.

A gestão municipal está propondo pagar as folhas em atraso em 18 meses. A proposta foi considerada absurda pelos trabalhadores por apresentar um escalonamento por um período muito extenso.

Um dos pontos ressaltados  pela direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SINDISERPUM) é que o cronograma apresentado pela prefeitura não foi discutido com o sindicato, ao contrário do que havia proposto o prefeito.

Nesta quinta-feira, os trabalhadores decidiram que o SINDISERPUM vai encaminhar ofício para a prefeitura solicitando audiência para discutir o enxugamento do cronograma. Eles esperarão, durante o prazo de 10 dias corridos, que o prefeito receba o sindicato e apresente uma nova proposta. Caso isso não ocorra, será feita a parada de advertência dia 8 de março.

Além disso, os servidores aprovaram uma proposta a ser levada á prefeitura (pagamento dos atrasados no mês de abril) e deliberam que postarão hastags nas redes sociais para pressionar o prefeito a pagar as folhas atrasadas num menor espaço de tempo do que o proposto inicialmente.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...