Incentivo

Estado vai ganhar 50 agentes de leitura

– Projeto prevê que estudantes visitem as casas entregando livros e explicando sobre a importância do ato de ler

O Rio Grande do Norte vai ganhar, a partir de janeiro próximo, 50 agentes de leitura. Será por meio do Projeto Cidadania Cultural, aprovado pela Fundação José Augusto (FJA) no Fundo de Combate à Pobreza.

Presidente da FJA, o poeta Crispiniano Neto afirma que a proposta de agentes de leitura foi criada inicialmente no Ceará, sendo acatada pelo Ministério da Cultura, nos governos de Lula e Dilma. “Nas gestões de Wilma de Faria e Iberê Ferreira (ex-governadores do RN), tivemos 550 agentes de leitura em nosso Estado”, relembra Crispiniano Neto.

Ele diz que o projeto funciona da seguinte forma: de bicicleta, os agentes vão de casa em casa, fazendo uma conscientização sobre a importância do hábito da leitura. “Eles vão fardados, com uma mochila com 20 livros, de boné, e com protetor solar. Em cada residência vão deixando os livros. 15 dias depois eles refazem a rota para avaliar com os leitores como foi a experiência e oferecendo outros livros”, detalha.

Os agentes de leitura serão estudantes que ganharão uma bolsa de 500 reais para fomentar a leitura nas residências potiguares.

Dos 50 agentes, 10 ficarão em Natal, 5 em Mossoró e um em cada cidade que tem Casa de Cultura. Ainda segundo Crispiniano Neto, o Projeto Cidadania Cultural prevê ainda a realização de oficinas de dança, música, artes visuais, pintura, grafite, para capacitar os jovens e formar grupos artísticos-culturais.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...