Denúncia

Reitor pró tempore do IFRN compra 20 notebooks por R$ 254 mil

Cada equipamento está sendo comprado ao preço unitário de quase R$ 13 mil

O reitor pró tempore do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), Josué Moreira, autorizou a compra de 20 computadores para a instituição ao preço unitário de R$ 12.700,00. As unidades custarão aos cofres do instituto exatos R$ 254.000,00.

O pedido de aquisição dos equipamentos teria sido feita, de acordo com denúncias feitas ao Portal do RN, pelo servidor Charles Freitas, diretor de Tecnologia da Informação do IFRN. Os equipamentos, de acordo com o protocolo de compra, será para uso da equipe gestora.

Para alunos, professores e servidores do IFRN, além de ser gasto um valor exorbitante na compra, os recursos deveriam ser melhor aplicados. Para uso administrativo, apontam, poderiam ter sido comprados equipamentos menos caros.

“Milhares de estudantes do IFRN estão sem condições de acompanhar as aulas remotas por falta de equipamentos e internet e a equipe gestora do IFRN não dá a mínima para uma questão tão importante como essa”, denuncia um servidor.

Além de o valor de cada equipamento estar sendo questionado, chama a atenção também a rapidez com que o processo foi realizado. “Em dois dias o processo foi aberto, venceu todos os trâmites e já foi encaminhado para pagamento”, revela uma fonte ao Portal do RN. Por outro lado, acrescenta essa mesma pessoa, somente depois de um atraso de dois meses é que a gestão do professor Josué Moreira homologou as bolsas de auxílio aos estudantes.

O Portal do RN ligou para o professor Josué Moreira, mas ele não atendeu as ligações. Também deixamos mensagens por whatsapp, mas até o fechamento desta matéria (20h55) ele não havia respondido ao questionamento apresentado.

Abaixo, seguem imagens com informações sobre o protocolo de compra dos equipamentos.

 

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...