Mossoró

Programa Criança Feliz realizou 1.886 visitas até 2019

Atualmente estão sendo acompanhadas 1.135 famílias.

O Programa Criança Feliz, executado pela Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social e Juventude, fechou 2019 com a marca de 1.886 visitas. Destas, 1.034 são crianças de 0 a 3 anos e suas famílias inseridas no Cadastro Único, 49 gestantes e 52 crianças de 0 a 6 anos beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Atualmente estão sendo acompanhadas 1.135 famílias.

O programa tem o objetivo de promover o desenvolvimento infantil integral, apoiar a gestante e a família na preparação para o nascimento, cuidar da criança em situação de vulnerabilidade até os seis anos de idade, fortalecer o vínculo afetivo e o papel das famílias no cuidado, na proteção e na educação, estimular o desenvolvimento de atividades lúdicas e facilitar o acesso das famílias atendidas às políticas e serviços públicos de que necessitem.

“Além de ultrapassarmos nossa meta em nível de município, tivemos um aumento significativo de novas famílias com crianças de BPC inseridas no Programa. Fizemos um trabalho articulado com o Cadastro Único do Município, buscando estas famílias no sistema e posteriormente efetuando a busca ativa em suas residências”, destacou a secretária do Desenvolvimento Social, Lorena Ciarlini.

Os visitadores são capacitados em diversas áreas de conhecimento, como saúde, educação, serviço social, direitos humanos, cultura, etc. Para participar do programa, é preciso manter os dados atualizados no Cadastro Único e seguir os critérios determinados pelo Ministério do Desenvolvimento Social.

“O acompanhamento dos profissionais (visitadores) com as crianças, está resultando positivamente para seu desenvolvimento integral, as crianças estão reagindo muito bem aos estímulos e com isto, estamos conseguindo fortalecer cada vez mais os vínculos afetivos entre elas e seus cuidadores”, explicou Camila Costa, coordenadora do Programa.

O programa funciona hoje nos Centros de Referência em Assistência Social (CRASs) dos bairros: Abolição IV, Santo Antônio, Barrocas, Sumaré, São Manoel e Belo Horizonte.

Notícias semelhantes