Mossoró

Professores suspendem aulas remotas por causa de atraso de salários

Foi deliberado também que as aulas poderão ser suspensas novamente caso o salário do mês de junho não seja creditado até o último dia útil do mês

Os professores da rede municipal de ensino decidiram, em assembleia realizada na manhã desta segunda-feira, 8/5, suspender a realização de aulas remotas até que sejam pagos os seus salários e que haja a correção dos cálculos das horas.

De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum) a Prefeitura está com mais de R$ 6 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) retidos em caixa, e atrasando os salários dos professores, apesar de estar exigindo que realizem aulas remotas utilizando seus próprios equipamentos e internet, além de exporem a sua privacidade.

Foi deliberado também que as aulas poderão ser suspensas novamente caso o salário do mês de junho não seja creditado até o último dia útil do mês na conta dos professores.

“É um absurdo os professores precisarem entrar em confronto com a Prefeitura por conta dos seus salários, mesmo havendo dinheiro para este fim. Um absurdo que a esta altura, estejam com suas contas atrasadas, inclusive de suas internet e telefone, que utilizam para dar as aulas remotas, tão cobradas pela Prefeitura”, comentou Eliete Vieira, representante do Sindiserpum.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...