Santana do Matos

Prefeitura se recusa a pagar insalubridade a servidores da Saúde

A prefeitura de Santana do Matos já recebeu quase R$ 1,5 milhão somente esse mês de julho para aplicar na Saúde. Os recursos para a área tem abundado, sobretudo por causa da pandemia da Covid-19, fato que tem feito com que o Governo Federal tenha enviado verba para os municípios fazerem o enfrentamento à atual crise sanitária.

Apesar de a cidade ter um volume de dinheiro considerável, a prefeita da cidade, Maria Alice da Silva (PSD) a Nicinha de Assis da Padaria, tem se recusado veementemente a conceder aos trabalhadores da saúde o adicional de insalubridade. Nesse período de pandemia, prefeitos e governadores tem utilizado concedido essa gratificação aos servidores da área, até como reconhecimento pela atuação no enfrentamento à Covid-19.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santana do Matos (SINDMAT) tem apresentado o pleito à gestão desde o início do ano, mas a prefeita se mantém insensível. “Temos buscado o diálogo e mostrado a importância e necessidade dessa gratificação para os trabalhadores, a prefeita diz que não pode, mas a gente sabe que pode sim”, lamenta o presidente do SINDMAT, Dioclécio Arruda.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...