Natal

Polícia prende suspeitos por envolvimento em morte de policial militar

O crime aconteceu no último dia 13 de abril.

PA Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (11) dois suspeitos de participação na morte do policial militar Gustavo Pinheiro de Andrade, de 39 anos, durante um assalto a um loja de celulares no bairro Capim Macio, na Zona Sul de Natal. O crime aconteceu no último dia 13 de abril.

Os dois suspeitos, um homem de 24 anos e outro de 42, foram detidos na Cidade Alta, em Natal. Contra o primeiro, havia um mandado de prisão temporária. Ele confessou participação no planejamento do crime, mas disse que não participou da execução, nem estava presente no local.

Sobre o suspeito de 42 anos, as investigações apontaram que ele participou do crime como piloto de fuga após o assassinato. Ele também teria sido o responsável por levantar informações sobre a loja. O suspeito também tinha um mandado de prisão contra ele por roubo a um posto de combustível em 2010 – ele também foi o piloto de fuga.

O terceiro suspeito de participação no assassinato do policial militar foi morto no dia 23 de abril durante um confronto com a PM em uma ação no Paço da Pátria, na Zona Leste de Natal. A operação mirava a prisão de Renato Rovegno de Souza Júnior, apontado como o autor dos disparos que mataram o o cabo Gustavo Pinheiro.

Morte do policial

O cabo da Polícia Militar foi morto a tiros no início da noite do dia 13 de abril durante um assalto a uma loja no bairro Capim Macio, na Zona Sul de Natal. Gustavo Pinheiro de Andrade tinha 39 anos de idade e estava na corporação desde 2010. Ele atuava no quinto batalhão.

O crime aconteceu na Rua Américo Soares Wanderley, uma das que dá acesso à Avenida Engenheiro Roberto Freire, a principal da região.

De acordo com a Polícia Militar, o cabo entrou em uma loja de equipamentos e conserto de celular e sentou no local de espera dos clientes. Ele era amigo dos funcionários da loja. O bandido já estava lá dentro, mas não havia ainda anunciado o assalto.

A PM acredita que o criminoso, ao perceber o volume da pistola na cintura do policial, atirou contra o policial, sem chances de reação. Ele foi atingido na cabeça e na região pélvica. Em seguida, o bandido pegou a arma do policial e fugiu em um carro que o aguardava do lado de fora da loja com um comparsa.

G1 RN

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...