O que os Rosado defendem quando não defendem a Petrobras?

Não é possível fazer uma previsão de quando a Petrobras fechará definitivamente em Mossoró. Mas certamente não deverá demorar muito para que isso aconteça. O processo de desmonte segue a todo vapor e logo restará apenas lembranças da presença da petrolífera na cidade.

Em tudo o que tem sido feito pelo Governo Federal para esvaziar a empresa em solo potiguar, especialmente em nossa cidade, chama a atenção o silêncio de parte da classe política norte-riograndense, notadamente dos Rosado.

O Estado todo sabe que os tempos áureos da economia mossoroense coincidem com a pujança dos investimentos, da produção e da atuação da estatal em Mossoró. Além de gerar milhares de empregos diretos e indiretos, de tender milhões em royalties para os cofres da prefeitura da cidade (e de outras), a estatal também desenvolvia importantes projetos sociais. Tudo isso tem se esvaído na última década. Hoje, com a pandemia, grande parte dos servidores efetivos foi transferida para outros Estados.

Em 2010, o então deputado federal Betinho Rosado (PP) apresentou emenda ao Projeto de Lei do Pré-Sal que possibilitava a entrega de campos terrestres ao invés do pagamento de bônus de assinaturas dos leilões do pré-sal. Se essa proposta tivesse sido aprovada, em 2012 a Petrobras teria encerrado suas atividades no Rio Grande do Norte.

De lá para cá, o que o filho de Betinho, Beto Rosado (agora ocupando po cargo de deputado federal após manobra no tapetão) tem se esforçado para que a Petrobras se desfaça o mais rápido possível dos seus campos terrestres. Por outro lado, Rosalba, que governa a cidade e é cunhada de Betinho, pouco ou nada tem feito para que a estatal permaneça em atuação na cidade. Mesmo sabendo das perdas que a saída definitiva da empresa causará à economia do município, não se percebe um único movimento dos Rosados em sentido contrário. O que estariam defendendo?

COVID ENTRE JOVENS

Tem chamado a atenção o aumento de casos de Covid-19 entre jovens em Mossoró e região. Autoridades de saúde não explicar a razão para o aumento dessa incidência, embora acreditam que tenha a ver com falta de cuidados nas regras de proteção.

PARTINDO NA FRENTE

Nem bem o deputado estadual Alyson Bezerra (Solidariedade) anunciou que é pré-candidato a prefeito de Mossoró, já tem muitos adesivos com o nome do deputado e mensagens subliminares. Alguns dos carros adesivados estavam estacionados hoje na sede do gabinete do parlamentar em Mossoró. Resta sabe o que a Justiça Eleitoral acha a respeito disso.

SEM GE/RN

A direção da TV Cabugi anunciou hoje a demissão de toda a equipe do Globo Esporte do Rio Grande do Norte (GE/RN). O jornalista Thiago César, que apresentava o programa, informou sobre a demissão em sua conta em uma rede social. Segundo apuramos, a situação financeira da empresa é cada vez mais complicada e não estão descartadas mais dispensas.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...