Para servidores

Maioria dos deputados do RN vota contra reajuste salarial

Trabalhadores ficarão até o final de dezembro de 2021 sem poder receber reajuste salarial

A maioria dos deputados federais do Rio Grande do Norte votou por manter o veto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à possibilidade de os servidores públicos receberem aumento de salários.

Com a manutenção do veto, os trabalhadores ficarão até dezembro de 2021 sem reajuste salarial.

Do Rio Grande do Norte, votaram para manter o veto os deputados Benes Leocádio (Republicanos), Beto Rosado   (PP), Carla Dickson (Pros), General Girão  (PSL), João Maia (PL) e Walter Alves (MDB).

Apenas Natália Benevides (PT) e Rafael Motta (PSB) votaram contra o veto e, portanto, a favor dos servidores.

O Senado, em sua maioria, havia votado para derrubar o veto, mas o governo conseguiu que a Câmara mantivesse o veto.

No Senado, onde o governo perdeu a votação (30 parlamentares votaram sim e 42 votaram não) Stynvensson Valentim (Podemos), Zenaide Maia (Pros) e Jean Paul Prattes (PT) foram contra manter o veto.

 

Deputado                     Partido                        Voto

Benes Leocádio        Republicanos                Sim

Beto Rosado                     PP                            Sim

Carla Dickson                  Pros                        Sim

General Girão                  PSL                          Sim

João Maia                          PL                            Sim

Walter Alves                    MDB                          Sim

Natália Bonavides             PT                           Não

Rafael Motta                     PSB                           Não

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...