Preocupante

Taxa de isolamento social segue abaixo de 50% no RN

Enquanto grande parte da população não se conscientiza sobre importância de ficar em casa, aumentam os casos da doenças e os óbitos

Uma parcela significativa da população potiguar segue ignorando uma importante e eficaz recomendação das autoridades sanitárias do país: a necessidade de se manter o isolamento social. As taxas registradas no Rio Grande do Norte, nesse aspecto, são algumas das piores do Brasil. Para se ter uma ideia da situação, na quinta-feira passada, 28/5, o índice foi de apenas 38,7%. Além de ser a segunda pior do Nordeste, a taxa apontou que no carnaval tinha mais gente em casa do que naquele dia.

A taxa de 49% registrada ontem, 31/5, aponta uma melhora, mas ainda está abaixo de 50% (o ideal orientado pelas autoridades é 70%), e é melhor apenas que outros 2 Estados nordestinos.

Os dados são da empresa de tecnologia In Loco, que tem feito um monitoramento nacional sobre o assunto, com base em dados de 60 milhões de brasileiros, usuários de vários aplicativos de smartphones.

Na sexta-feira, 29/5, O Rio Grande do Norte tinha o segundo pior índice de isolamento social do Nordeste, ficando a frente apenas de Sergipe que registrou 36,6% de taxa de isolamento.

Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), o isolamento social é uma das principais formas de controle ao contágio pela Covid-19. Porém, no RN, a adesão ao isolamento vem diminuindo, na contramão da escalada dos números de casos e mortes por causa da doença.

No Rio Grande do Norte, infelizmente, a população tem aberto mão dessa medida. Na região Oeste e salineira, por exemplo, isso ficou bastante evidente nesse final de semana, quando milhares de pessoas, principalmente de Mossoró, ´invadiram´as praias de Areia Branca e Tibau.

Veja os índices de isolamento social do Nordeste até ontem, 31/5:

SE – 43,9%

MA – 48,7%

RN – 49%

BA – 50.1%

PB – 50,3%

PI – 51,8%

CE – 52,9%

AL – 53,5%

PE – 53,5%

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...