Em Natal

Igreja histórica é arrombada três vezes em 10 dias

Segundo o padre Valdir Cândido de Morais, os crimes aconteceram entre os dias 20 e 30 de abril. Nenhum suspeito foi preso.

Localizada no centro de Natal, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos foi arrombada três vezes em 10 dias e teve objetos litúrgicos, como castiçais e cálices, levados pelos criminosos. Imagens sacras também foram quebradas. Segundo o padre Valdir Cândido de Morais, os crimes aconteceram entre os dias 20 e 30 de abril. Nenhum suspeito foi preso.

A igreja é a segunda mais antiga de Natal, tem mais de 300 anos de construção e é considerada patrimônio histórico. De acordo com o padre, é a única no Rio Grande do Norte que mantém celebração da missa em Latim. Segundo a tradição, o templo foi erguido por escravos que seguiam a fé católica.

Os crimes foram registrado na Polícia Civil e alguns objetos já foram encontrados à venda em sites em Fortaleza, no Ceará. A igreja contratou serviço de vigilância para evitar novos casos.

Os invasores entraram na igreja arrombando portas laterais, aparentemente com pés de cabra. De acordo com o padre, a suspeita é que os criminosos sejam usuários de drogas, porque, uma bolsa com entorpecentes e cachimbos utilizados para consumo de crack foi encontrada após a primeira invasão.

Além dos materiais litúrgicos, os criminosos ainda roubaram uma placa comemorativa e peças do memorial do Monsenhor Lucilo Machado, o primeiro reitor da igreja, sepultado no local.

“Pegaram imagens, quebraram dentro da igreja. Um objeto litúrgico como esses que levaram, não tem sentido nenhum roubar. Para quê roubar uma batina, o que vão fazer com uma batina? Quem entrou aqui entrou com um espírito de maldade muito grande”, lamentou o padre Valdir.

Após os crimes, a igreja começou uma campanha para arrecadar recursos que serão usados na reposição do material roubado. A Polícia Civil investiga os roubos.

G1 RN

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...