Veja a lista

Governo do Estado nomeia 127 novos professores

A nova listagem pode foi publicada no Diário Oficial do Estado, 27/10, onde constam as informações sobre documentos e exames de saúde necessários à admissão

O Governo do Estado nomeou 127 novos professores de diversas disciplinas para trabalho em escolas públicas da rede estadual. Os nomeados substituirão os concursados que não se apresentaram ou pediram reclassificação, depois da convocação de 600 aprovados no dia 07 de fevereiro deste ano.
Em 2019, a Secretaria de Educação já havia feito uma primeira convocação de 510 professores efetivos autorizados pela governadora Fátima Bezerra, a fim de suprir déficits de profissionais decorrentes de aposentadorias, licenças-prêmios e afastamentos por problemas de saúde.

A nova listagem pode foi publicada no Diário Oficial do Estado desta terça-feira, 27/10, onde constam as informações sobre documentos e exames de saúde necessários à admissão no quadro de servidores da Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Desportos (SEEC).
A Comissão Permanente de Inspeção Médica Oficial poderá solicitar outros exames e pareceres dos candidatos, bem como que julgar necessários. A inspeção medica é feita na Secretaria Estadual de Administração (SEADO), no Centro Administrativo. O agendamento deverá ser feito através do site: http://centraldocidadao.rn.gov.br/index.php?class=GrupoServicoPage , com atendimento entre 8h e 12h.
A convocação atende a necessidade de preenchimento de vagas de nas áreas de pedagogia (anos iniciais e educação especial), matemática, física, química, ciências biológicas, sociologia, geografia, filosofia, história, artes e línguas (portuguesa, espanhola e inglesa).
O número de convocados atende às necessidades das Direcs (Diretorias Regionais de Educação e Cultura) e vem se somar aos 14.098 professores ativos.
A suspensão dos prazos de validade dos concursos públicos do Estado, previstos na lei 10.727/2020, tem permitido a administração estadual convocar concursados durante a pandemia do novo coronavírus. A medida vale até o fim de dezembro deste ano, quando termina o estado de calamidade pública.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...