em Mossoró

Fiscalização apreende 60 kg de carne imprópria para consumo

A ação teve apoio da Guarda Civil Municipal e dos fiscais ambientais.

A equipe do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) da Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural (SEADRU) realizou uma ação de fiscalização em um abatedouro clandestino na noite de quinta-feira, 15. Houve a apreensão de aproximadamente 60 quilos de carnes (carcaças) obtidas através do abate de animais de forma irregular. A mercadoria é imprópria para consumo. A ação teve apoio da Guarda Civil Municipal e dos fiscais ambientais.

A veterinária do SIM, Allany Medeiros, disse que o órgão chegou ao local através de denúncia da população. A profissional destacou que o abatedouro clandestino estava causando prejuízo aos moradores próximos, além da falta de segurança alimentar das carnes que seriam colocadas a venda no mercado consumidor local. O autuado realizava queima de madeira inapropriada, que provocava fumaça e a fuligem causando impacto e poluição ambiental.

“Nós constatamos a veracidade da denuncia e apreendemos as carcaças dos animais que foram abatidos lá. Fizemos a interdição do local, a apreensão das carcaças e destinação do produto para o Aterro Sanitário, local apropriado para o descarte, porque foram abatidas em um local totalmente inadequado sanitariamente que não atende as condições higiênico-sanitárias. Ele abatia (os animais) diretamente no chão de areia, os ganchos que era usado para pendurar as carnes era de ferro( material não apropriado), além disso, estendia as carcaças nas cercas de madeira”, falou.

Allany Medeiros disse que o homem que fazia o abate dos animais não dispunha no momento da fiscalização da Guia de Trânsito Animal o que dificulta identificar a origem desses animas abatidos no local.

“O local de abate é a céu aberto e totalmente insalubre e inadequado sanitariamente. A equipe realizou a interdição e fizemos a apreensão das carcaças. O rapaz que estava abatendo não dispunha da Guia de Trânsito Animal e por isso a gente não teve como saber a origem dos animais e se eles estavam doentes ou não”.

A equipe do Serviço de Inspeção Municipal fez o descarte da carga apreendida no abatedouro clandestino no Aterro Sanitário.

Secom/PMM

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...