Previdência do RN

FETAM/RN também é contra reforma

Para o presidente da entidade, proposta de Fátima Bezerra trará consequências também para os regimes próprios dos municípios

A Federação dos Trabalhadores em Administração Pública Municipal do Rio Grande do Norte (FETAM/RN) é mais uma entidade sindical a declarar publicamente sua posição contrária à Reforma da Previdência proposta pelo governo da professora Fátima Bezerra (PT/RN).

“Não preciso dizer o reflexo que terá a desastrosa proposta da reforma da previdência do governo da Professora Fátima Bezerra nos RPPS dos municípios do nosso Estado”, ressalta o presidente da entidade, Francisco de Assis Gomes Filho.

Segundo ele, a FETAM/RN está se opondo às alterações propostas pelo governo estadual não só pelo princípio da solidariedade; “Também em defesa de uma reforma que contemple os anseios da classe trabalhadora e no nosso caso, especialmente, os municipais, decidimos por se juntar ao movimento organizado pelo Fórum Estadual dos Servidores Públicos do Rio Grande do Norte, que será realizado nos dias 3 e 4”, acrescenta o líder sindical.

Assis Filho relata que a FETAM/RN está convocando os municipais para que, nesses dias, de acordo com a realidade de cada município, realize atividades em protesto à reforma da previdência. Entre as atividades sugeridas está a realização, pelos sindicatos, de assembleias populares, antes dos dias 3 e 4, com a sociedade mostrando os malefícios da proposta da reforma; produzir faixas, cartazes e panfletos denunciando os deputados estaduais que apoiam a proposta.

Ainda de acordo com Assis Filho, a proposta de reforma da previdência de Fátima Bezerra trará impactos também para os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS). “De uma forma ou de outra, em caso de aprovação da reforma de Fátima, os municípios também terão que adequar os seus às novas diretrizes do regime estadual”, finaliza.

Notícias semelhantes