Sergipe

Empresário se mata em evento com presença de Governador e ministro de Minas e Energia

Logo após a fala do governador, o empresário, que estava sentado, teria gritado: “Belivaldo, você é mentiroso” e dado um tiro na própria boca

Um empresário cometeu suicídio na manhã desta quinta-feira (4/7), no Radisson Hotel, em Aracaju (SE), momentos antes do início do Simpósio de Oportunidades: Novo cenário do gás natural em Sergipe. O ato foi cometido pelo empresário Sadi Gitz, que seria dono da cerâmica Escurial.

Logo após a fala do governador Belivaldo Chagas (PSD)., o empresário, que estava sentado, teria gritado: “Belivaldo, você é mentiroso” e dado um tiro na própria boca. O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, estava presente ao evento.

A indústria de cerâmica Escurial havia entrado em hibernação, por causa do alto preço do gás, e atualmente está em recuperação judicial. A empresa passou a consumir gás com pagamento antecipado e há cerca de dois meses paralisou as atividades por falta de condições de caixa. Com isso, o empresário teria falido.

Em nota, o governo do estado de Sergipe lamentou o ocorrido e cancelou o evento.

“O Governo do Estado de Sergipe lamenta o ocorrido com o empresário Sadi Gitz, da cerâmica Escurial, que cometeu suicídio durante o evento. Por conta do ocorrido, o Simpósio de Oportunidades para o novo cenário do gás natural em Sergipe está cancelado.”

 

Notícias semelhantes