Oposição x situação

Embates entre vereadores se intensificam na Câmara de Mossoró

Debates entre Francisco Carlos e Raério Araújo tem chamado a atenção no Legislativo mossoroense

Tem subido cada vez mais o tom dos embates entre os vereadores Raério Araújo, do Partido Social Democrático (PSD) e Francisco Carlos, do Partido Progressistas (PP). 

Raério Araújo é homem de confiança do prefeito Allyson Bezerra, do Solidariedade (SDD), tendo sido inclusive indicado pelo gestor para presidir a Comissão de Constituição, Justiça e Redação do Legislativo. Já Francisco Carlos é da oposição e integra o Rosalbismo, grupo político liderado pela ex-prefeita Rosalba Ciarini e por seu marido, ex-deputado Carlos Augusto Rosado.

Os embates entre ambos tem sido originados principalmente por causa do empréstimo de R$ 146 milhões feito pela gestão de Rosalba Ciarlini. Raério tem sido crítico ferrenho á lista de obras feita pela ex-prefeita e que seriam contempladas com os recursos desse empréstimo contraído junto à Caixa Econômica Federal (CEF) por meio do Finisa (o Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento). Para o governista Ráerio Araújo, o dinheiro não dá para fazer tudo o que foi listado pela administração anterior.

“Tem 70 milhões para construir praças, equipamentos, reforma de estádio, de mercado. Dizem que esse dinheiro dá para tudo, mas não dá. Esse dinheiro está aí, mas vamos ter que pagar, a conta vai chegar”, frisou.

Raério disse que tem quem se incomode quando há questionamentos sobre o empréstimo. “Como vamos deixar de falar no passado se a conta vai vir para o povo pagar?”, questionou.

Francisco Carlos rebateu Ráerio afirmando que o Portal da Transparência aponta que já foram liberados 42 milhões para o município. E listou as obras que os recursos serão capazes de custear.

“Pavimentação e asfaltamento de 200 ruas, construção de 20 praças, reformas do corredor cultural, da Biblioteca, do Museu Municipal, construção de um hospital psiquiátrico e da arena de esportes. Além disso, também serão investidos 11 milhões em estradas vicinais”, elencou.

“Admiro a coragem que o senhor tem, mas fui contra esse empréstimo. Esse dinheiro que o senhor diz que tem precisa dar ´cria´ para poder contemplar todas as obras que estão listadas”, criticou Raério Araújo.

Os embates entre os dois vereadores tiveram início na sessão desta terça-feira, 22/2 e foram originados após fala de Francisco Carlos dizendo que a gestão do prefeito Allyson Bezerra estava omissão em relação a adoção de políticas de saúde e no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

Raério retrucou de forma veemente. “A saúde de Mossoró está um caos porque Mossoró tinha médico ganhando R$ 80 mil por mês na prefeitura. Mossoró tem uma dívida de quase 1 bilhão e a pessoa vem dizer que não posso falar no passado? Não tenho medo de falar antes ou depois. Eu falo a qualquer hora”, disparou o parlamentar governista, acrescentando que “tem o direito de falar doa a quem doer”.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...