ARTIGO

A qual geração você pertence?

Um dos assuntos bastante comentado é a tal da geração, principalmente com tantas letras deixa o pessoal um pouco confuso se pertence a geração x, y, z ou alpha. Mas e você aí, sabe de qual geração você faz parte. Pois é, vale ressaltar que a primeira geração que devemos ressaltar é a chamada “baby boomers”, ou seja, “Explosão de bebês”, onde essa geração se deu no final da segundo guerra mundial, são pessoas que estão com mais de 50 anos, que se importam mais com a experiência do que com a capacidade de inovação,  costumam ter um padrão de vida estável, tem preferência por qualidade e não quantidade, e não é influenciado por terceiros. Já a geração X inclui aqueles que nasceram no início de 1960 até o início dos anos 80, é um grupo identificado como jovem, mas sem uma identidade aparente. Essa geração X cresceu, teve ideais, esqueceu-se dos problemas que lhes foram empregados e foi fazer carreira no mercado, viu surgir o computador pessoal, a internet, o celular, a impressora, o e-mail. Tem como características a busca da individualidade sem a perda da convivência em grupo, maturidade e escolha de produtos de qualidade e inteligência, busca maior por seus direitos, preparação e preocupação maior com as gerações futuras, procura de liberdade.

A geração Y compreende aqueles que nasceram na década de 80 e final dos anos 90, essa é a geração da liberdade e da inovação, foi a geração que se desenvolveu em uma época marcada pelo avanço da tecnologia e prosperidade econômica, cresceu rodeada de facilidades oferecidas por seus pais. Eles são multitarefas, podendo ao mesmo tempo trabalhar em mais de um projeto, responder e-mails, acompanhar as notícias através de algum site, conversar com os amigos online, ouvir música e dar atenção às redes sociais.

A geração Z são as pessoas nascidas entre 1990 e 2010, são conhecidas por serem “nativas digitais”, estando desde pequenos já familiarizados com a internet e todas suas possibilidades. São desapegados das fronteiras geográficas, demasiados ansiosos, ausência de intimidade e relação social, forte responsabilidade social e tem uma necessidade extrema de interação e exposição de opinião.

E por último a geração ALPHA, nascidos depois de 2010, onde a grande diferença entre essa geração e a Z (nascidos nos anos 90) é a interação com a tecnologia desde o nascimento – quem nunca viu um bebê que mal anda mexer com a maior naturalidade num smartphone? Eles parecem muito mais inteligentes do que nós. Essa geração vive um momento em que se preza a diversidade e a espontaneidade. Não é necessário ter um papel definido, cada um tem suas “sub-identidades”.


 – Glycia Thianne Paiva Cardoso, 23 anos, Mossoroense, graduada em psicologia pela Universidade Potiguar; pós-graduanda em Neuropsicologia. CRP 17/5073

 

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...