A arte de ser “macaco” na política

A arte, ou seria, a artimanha, de ser “macaco” na política. O macaco entra na conversa por uma analogia a sua habilidade de pular de galho em ganho e se manter vivo na floresta selvagem. Assim sobrevivem alguns ocupantes de cargos públicos que se apresentam em determinado momento como parceiro, correligionário fiel de determinada liderança que se encontra no poder. Porém, logo que essa liderança perde o poder, o habilidoso e detentor da arte, ou artimanha, de ser macaco na política, muda de galho, trocando imediatamente de liderança.

Os galhos da antiga floresta já não servem mais, perderam a consistência e a capacidade de segurar o agora “ex-fiel” correligionário. Infelizmente essa cena não é rara, porém comum na vida pública. Lamentável também é a vida longa que essas pessoas possuem na política. Obra e graça, em sua maior parte, daqueles que mais se queixam, os eleitores. Não adianta ficar apenas reclamando hoje para amanhã fortalecer o “galho” e o “macaco” com o seu voto.

CONSÓRCIO NODESTE NA MIRA DA CPI

Compra de respiradores quebrados, compra de respiradores que, sequer foram entregues, fazem parte das ações dos estados envolvidos com o chamado Consórcio Nordeste, criado por alguns governadores para ações paralelas e discurso de indecência do governo federal para o combate a pandemia da Covid-19. Diante do quadro, a CPI da Covid-19 em movimento no senado federal começa a voltar suas vistas também para esse grupo de gestores.

Trazendo o quadro para a realidade local, é lamentar o fato do Rio Grande do Norte haver embarcado nessa. Agora, se alguém realmente pisou fora do compasso com o erário (dinheiro do público), que responda e seja punido diante do que for apurado. O que não pode é empurrar tudo com a barriga, deixar o tempo passar e apostar na chamada “memória curta” de brasileiros e brasileiras, no caso, do Nordeste.

LIVRES DAS MOSCAS DAS FRUTAS NO RN

Uma boa notícia para ser comemorada. A informação é de que o Rio Grande do Norte ampliou para 20 o número de cidades livres das moscas das frutas. A boa nova foi repassada pelo vereador Marckuty da Maisa (Solidariedade), no plenário da Câmara Municipal de Mossoró, durante sessão ordinária da quarta-feira, 12. Ele disse que festejava por ser morador da zona rural, espaço ocupado pela fruticultura, a grande beneficiada, que poderá gerar novos empregos.

Esse novo quadro também deverá ampliar o poder de exportação do RN, diminuído assim a desconfiança dos países importadores. De acordo com o vereador, antes estavam livres as cidades de Mossoró, Tibau, Grossos, Areia Branca, Baraúna, Afonso Bezerra, Assu, Alto do Rodrigues, Serra do Mel, Ipanguaçu, Upanema e Porto do Mangue. A relação foi ampliada com Felipe Guerra, Governador-Sept Rosado, Macau, Caraúbas, Pedro Avelino, Jandaíra, Pendências e Apodi. Com isso também aumenta a área produtiva para o cultivo, por exemplo, do melão, abobora (jerimum) e o pepino.

PREPARADO PARA NOVOS DESAFIOS

A declaração de que se encontra preparado para novos desafios em sua caminhada na vida pública, atribuída ao vereador presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Lawrence Amorim, continua dando pistas de que o legislativo local não é o seu ponto de parada na política do Rio Grande do Norte. Ele que também é suplente de deputado federal, pelas indicações, parece não descartar até mesmo a possibilidade de disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa potiguar. Por enquanto, apenas conjecturas.

De todo modo, o que interessa mesmo no mento é sua missão na chamada Casa do Povo em Mossoró. E, tomando como base a reação dos seus pares, ou seja, arrancando elogios dos próprios vereadores pela condução dos trabalhos na condição de presidente do legislativo, parece que vai correspondendo a confiança recebida. Primeiro do eleitor nas urnas e agora na missão de dirigir a CMM. E no trabalho como vereador, é de sua autoria o Projeto de Lei que pretende oferecer incentivos fiscais às startups que atuam em Mossoró. Uma reinvindicação dos próprios empresários do setor.

AUDIÊNCIA DEBATERÁ O PREVI MOSSORÓ

A saúde financeira do Instituto Municipal de Previdência Social do Servidores Mossoró – Previ Mossoró, parece haver entrado de forma definitiva na pauta de debate e chegou ao plenário da Câmara Municipal. A situação já vinha sendo discutida pelos servidores diante das informações de que alguns repasses deixaram de ser feito pelo Poder Executivo. Além de investimentos feitos sem nenhum retorno para o instituto.

A proposta da vereadora Marleide Cunha (PT) é de que uma audiência pública seja realizada para discutir a situação de não pagamento, dos frequentes parcelamentos da dívida e os investimentos em empresas que, sequer, tinha CNPJ. Outro vereador que também se manifestou sobre o tema foi Raério Araújo (PSD), que pensa na possibilidade de convocação de atuais e até antigos diretores do Previo Mossoró para falar da situação. É bom mesmo que isso aconteça, muita gente depende de uma boa saúde financeira do instituto para manter sua aposentadoria em dia.

TERCEIRIZADA ATRASA SALÁRIOS

Andaram dando uma trégua nos inflamados discursos de cobrança dos salários em atraso de empresas terceirizadas que prestam serviço a Prefeitura de Mossoró. Pois é, a cobrança pode ter cessado, porém os salários continuam em atraso. E o que é pior, reforçado por servidores que foram contratados já na atual gestão. Afinal, a cobrança por salários em dia era em favor dos trabalhadores ou contra a gestora que saiu?

Bom, perguntas a parte, o certo é que as emissoras de rádio em Mossoró, naqueles programas ao vivo e com canal aberto ao público, a cobrança é frequente de ouvintes que ligam. Certamente, os próprios trabalhadores prejudicados ou algum familiar. Seria bom recolocar o assunto na lista de prioridades, afinal não é nada bom passar o mês todo prestando serviço e ao final dos trinta dias não receber o devido pagamento. Pensem nisso.

MENSAGEM

“Se não podes entender, crê para que entendas. A fé precede, o intelecto segue”. Santo Agostinho

TIBAU E A FLEXBILIZAÇAO NO ESPORTE

Pronto, tudo resolvido em Tibau. Aqueles motoqueiros mais, digamos, afoitos que gostam de usar as vias públicas para levantar pneus, desenvolver velocidade e manobras mais radicais, já tem o espaço ideal para isso. Atendendo reivindicação dos amantes da modalidade Velocross, a prefeitura Lidiane Marques (PSDB) determinou a recuperação da pista localizada no município, no bairro Jardim de Alícia II. Ali sim, é o ambiente adequado.

Além dos motociclistas amadores das ruas, a pista também poderá abrigar competições mais qualificadas, por seus pilotos e motos devidamente adaptadas. Como forma de fomentar o esporte na cidade e também fortalecer o turismo, existe a possibilidade de, em futuro breve, realizar competições abertas com pilotos locais e de outras cidades do RN e até fora do estado. Aos poucos a rotina vai sendo retomada.

LIMPEZA DEFICIENTE EM ICAPUI-CE

Assim como os governos, municipal e estadual, foram presentes e eficientes com os fiscais da vigilância sanitária e a polícia para garantir o cumprimento dos decretos de combate a pandemia, os barraqueiros e moradores da orla marítima do município de Icapuí-CE, esperam por melhor prestação de serviço. Um bom exemplo seria começar pela limpeza do local, no recolhimento frequente do lixo doméstico.

A reivindicação começa com a colocação de depósitos para que o lixo seja adequadamente descartado até a chegada do carro e equipe coletora. Outra deficiência do setor são as estradas. Pouco conservadas, na verdade quando recebem benefícios são os próprios comerciantes da região que providenciam, quando essa deveria ser uma ação da prefeitura local. Agora, para que isso aconteça, é preciso a união de todos em torno de uma única meta, melhorar o ambiente para assim receber clientes do cotidiano e os turistas com qualidade.

MOSSORÓ, ACESSO AO SANTA DELMIRA

O poder público tem desprezado o conjunto Santa Delmira, região oeste da cidade de Mossoró-RN, em relação a sua principal via de acesso a partir do viaduto. E a queixa vai contra o Estado e o município. Um serviço de saneamento foi realizado na avenida São Jerônimo e o asfalto retirado não foi recolocado. A via de acesso, tomada por buracos, precisa ser recapeada e o canteiro central recuperado.

Renovo aqui uma dica que inclusive já foi levantada no passado. A partir da BR-304 até a rotatória que fica próximo ao escritório da Caern no conjunto, que seja fechado por uma mureta. Isso evitaria que veículos pesados realizem manobras antes da rotatória, o que tem danificado o asfalto. Seria também uma obra que iria melhorar o fluxo de quem mora ou vai ao Santa Delmira por algum motivo. A população aguarda providências.


DICA LEGAL – OBJETO RELIGIOSO

Não vamos aqui entrar no debate da liberdade religiosa, já que esse é um tema delicado e nos cabe apenas respeitar o sentimento que cada ser, individualmente, resolve professar a sua fé. Isso seria o ideal, respeito mútuo entre as diferentes crenças, porém não observa-se muito esse comportamento na vida real. Por isso foi necessário, logo cedo, as leis dos homens também cuidar do tema.

Na dica legal desta edição vamos recorrer ao Código Penal Brasileiro. Em seu artigo 208 o tema é formalizado, trazendo inclusive punição para aquelas pessoas que insistem em banalizar objetos religiosos. Diz o artigo: Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena – detenção, de um mês a um ano, ou multa. Parágrafo único – Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...