ARTIGO

2021 o ano de mudanças. Será?

Segunda semana de janeiro, e você deve estar se perguntando, por onde eu começo a me planejar para esse ano? Ou seria melhor eu não fazer planos e deixar tudo acontecer conforme “tem que ser”. Não sei vocês, mas eu particularmente não acredito muito nessa história de “O que tiver de ser será”, eu prefiro ficar do lado que se você quer que algo aconteça, antes de tudo você precisa sim ter uma organização e se planejar. Por exemplo, se quer muito fazer aquela viagem dos seus sonhos, que está adiando faz um tempo, é claro que não basta somente querer, mas precisa de uma série de coisas, inclusive planejamento financeiro. E aquela prova que você precisa tirar uma nota boa, você vai ficar esperando essa nota vir de algum lugar mágico, ou vai preferir estudar para garantir a prova.

Então, são esses questionamentos que de vez em quando nos deixa mais pensativo, mas se você parar e pensar um pouco sobre tudo o que aconteceu com você em 2020, irá me dizer que 95% não teve o “seu dedo”, e sim, posso afirmar e concordar que existem situações que nem sempre temos esse controle, mas essas são situações excepcionais, por outro lado, quase todas as outras situações precisam sim do nosso esforço. Ou vai me dizer que para ter conseguido um emprego você ficou sentadinha(o) no sofá esperando uma ligação ou e-mail te chamando para trabalhar?! Posso te afirmar com toda certeza de que isso não aconteceu, no mínimo você precisou deixar o seu currículo no estabelecimento ou contactar alguém.

Tudo o que falei aqui pareceu um pouco óbvio né? Mas onde é que quero chegar, é que se você tem planos, anote eles, faça uma lista de coisas que deseja que aconteça esse ano, mas claro, nessa lista deve conter desejos que sejam alcançáveis e reais. Após fazer essa lista, anote o que você precisa fazer para alcançar esses objetivos, e em seguida estabeleça por quanto tempo você quer alcançar essa meta, sempre buscando ideias mais próximas das que você consiga realizar. Dessa forma, estará mais próximo de conseguir o que almeja, mas conseguir indo em busca desse objetivo, e não esperando que algo aconteça em um passe de mágica.

* Glycia Thianne Paiva Cardoso, 23 anos, Mossoroense, graduada em psicologia pela Universidade Potiguar; pós-graduanda em Neuropsicologia. CRP 17/5073

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...