12ª DIREC quer coibir brincadeiras perigosas nas escolas

Órgão está desenvolvendo campanha de conscientização entre todos os profissionais da rede estadual de ensino e busca também o apoio da sociedade

“Amigos não te fazem cair. Amigos te ajudam a levantar”. Esse é o título da campanha de conscientização criada pela Décima Segunda Diretoria Regional de Educação e Cultura (12ª Direc) e que que visa combater a prática de “brincadeiras” perigosas que vem se tornando febre entre crianças e adolescentes.]

A 12ª Direc vem disseminando a campanha entre todos os profissionais da rede estadual de ensino e busca também o apoio da sociedade para coibir a realização e divulgação de “brincadeiras” perigosas entre crianças e adolescentes.

A mais recente dessas “brincadeiras” é o chamado desafio da rasteira, no qual duas pessoas se colocam ao lado de uma terceira. Após ficarem lado a lado, solicitam à pessoa que está no centro que pule tirando as duas pernas do chão. Logo que os membros inferiores da criança ou adolescente está fora do contato com o solo, os dois que o estão ladeando chutam suas pernas, fazendo com que ele(a) caia sem ter tempo de se proteger.

O desafio já fez vítimas em várias cidades do Brasil e do mundo. Em São Paulo, um menino de 11 anos sofreu traumatismo craniano após ser vítima do tal desafio.

“Brincadeiras” como essa tem alto risco e podem inclusive causar morte. No ano passado, uma adolescente morreu após acidente com uma dessas brincadeiras que se propagam pela internet, principalmente por canais no youtube, em grupos de whatsapp e no facebook.
Para o diretor da 12ª Direc, professor Jadson Arnaud, é importante que os profissionais da educação atuem conscientizando alunos sobre os riscos dessas “brincadeiras” ao mesmo tempo em que alertem pais e responsáveis sobre elas.

Notícias semelhantes