Mossoró

Vereador diz ser vítima de perseguição política

Raério Araújo foi tirado do comando do PRB e acredita que essa troca foi motivada por sua forte atuação na Câmara

O vereador Ráerio Araújo, do Partido Republicano Brasileiro (PRB) perdeu o comando do diretório municipal do PRB em Mossoró. A sigla agora está sob controle do também vereador Didi de Arnor (PRB). O detalhe: embora ambos pertençam ao mesmo partido, Ráerio é o líder da bancada de oposição enquanto que Didi de Arnor está na situação.

Aliás, Ráerio acredita que estar na oposição foi o motivo que levou o deputado federal Benes Leocádio (presidente estadual do PRB) a tirá-lo do comando do partido. “Estou sendo vítima de perseguição política”, afirmou à reportagem do Portal do RN.

Ráerio diz não entender porque ele, mesmo tendo sido fiel ao partido e de ter permanecido na mesma bancada para a qual foi eleito, venha recebendo esse tipo de tratamento dos dirigentes estaduais do PRB. “Sequer fui informado do evento do partido que aconteceu sábado passado em Mossoró”, garante.

Ainda segundo o vereador, esses fatos são uma demonstração de que ele terá que mudar de partido. “Estamos pensando nessa possibilidade de deixar o partido sim, por tudo isso que está acontecendo, mas estamos analisando com calma cada passo que será dado. Há um grupo que está comigo e preciso analisar onde será melhor para estar com esses companheiros”, afirmou.

Ráerio Araújo revela que já foi procurado por vários partidos, mas que ainda tem muito tempo para pensar sobre mudança de sigla. Ele diz que vai esperar até abril, quando poderá trocar de partido sem sofrer qualquer ameaça de perda do mandato. O vereador nega que tenha sido rejeitado por qualquer partido, como foi ventilado por setores da imprensa. “Muito pelo contrário. Fomos procuradores e estamos analisando os convites que recebemos.”, finaliza.

Notícias semelhantes