UMA BOA COMUNICAÇÃO

Já dizia o velho guerreiro Chacrinha: “Quem não se comunica, se trumbica”. E pior é aquele caso no qual, mesmo se comunicando não o faz da maneira certa. Cito como exemplo aquele gestor público que se cerca de assessores, alguns até com competência para ajudar, porém não consegue fazer fluir da maneira correta a boa informação. Seria o caso de pessoas que para chegar à uma simples conclusão, contam histórias e estórias, acabam complicando aquilo que era pra ser simplificado.

Hoje com o advento dos blogs, isso tem sido comum. O assessor precisa resolver se é blogueiro ou um prestador de serviço para ajudar, volto a questão do gestor público, na divulgação dos seus atos. A informação no caso não pode ser ferramenta exclusiva de quem assessora e tem o blog, é preciso abrir um leque para fazer fluir as informações e comunicar bem sobre aquilo que é feito em uma cidade, estado ou no país. Essa sim é uma boa comunicação que vai garantir o emprego de quem assessora e a boa imagem daquele que administra.


SOPRA VENTO FORTE

Ventos fortes sopram cada dia mais favoráveis ali na Casa dos Ventos em Tibau-RN. Ventos fortes que trazem a boa música, cito aqui o show que foi a “canja” recente do bom músico Gilberto Loya. Bons ventos também sopram no atendimento nota dez do proprietário do ambiente, Rodolfo Nolasco e sua equipe de trabalho. Parabéns pelo sucesso do ambiente agradável que vai conquistando a simpatia de todos que frequentam a querida Tibau.

O vento que chega com a noite traz essa atração ali na conhecida rua do Brisa, que aliás, ouvi falar, deve ser o próximo espaço a ser aberto, o bar Brisa do Mar. Enquanto isso, na caminhada de revitalização daquele espaço que já abrigou bons eventos ao som de trios elétricos, vamos curtindo a Casa dos Ventos nos finais de semana. Reforço a dica dessa que é uma excelente opção nas noites de Tibau. Sopra um vento forte na região da Costa Branca no litoral do Rio Grande do Norte.

FALTANDO LUZ E ÁGUA

Como disse em outra oportunidade aqui mesmo na coluna, sou ligado no rádio e nos reclames dos seus ouvintes. Os noticiários estão repletos de queixas cobrando ações dos governantes em seus diferentes níveis. No assentamento Frei Damião, zona rural de Mossoró-RN, a população se queixa da péssima qualidade da iluminação pública. Já no sítio Chafariz a cobrança é pelo abastecimento de água que se encontra irregular e depende do carro pipa. Também ouvimos nos últimos dias cobranças dos moradores do Senegal.

Enfim, situações na zona rural que se somam ao descaso no perímetro urbano, esse enfrentando como problema maior o lixo que se acumula. É o caso da rua Severino Ramos, antiga 02 de Janeiro, ali no bairro Santo Antônio nas proximidades do Posto Olinda. As fotos que recebi mais parece um espaço do lixão.  Pelo visto o tal projeto “Mossoró Limpa”, passou longe desse logradouro. Deixo aqui o reforço daquilo que ouvi pelo rádio e vi pelas fotos para, quem sabe, providências sejam tomadas pelas autoridades.

EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO

A partir do mês de agosto tenho acompanhado os esforços de alguns prefeitos e governadores com a realização de campanhas educativas para o trânsito. Foram preparadas excelentes peças publicitárias direcionadas a pedestres e condutores de um algum tipo de veículo que, ao sair às ruas caminhando ou guiando, já deveriam tomar os devidos cuidados em relação ao trânsito. Mesmo assim, louvamos as ações das autoridades com a realização desse tipo de campanha.

Infelizmente as atuais campanhas se juntam as muitas realizadas no passado e, pelo quadro geral, as pessoas continuam fazendo ouvido de mercador. Se as pessoas fossem educadas, atentas as regras e respeitassem, não seria necessária nenhuma campanha. O sinal existe e poucos respeitam, as regras estão postas e poucos cumprem, por isso os acidentes continuam acontecendo. A imprudência continua predominando entre motoristas, motociclistas e pedestres. Infelizmente, é assim que penso e logo escrevo.

PM SEM ESTRUTURA

Por coincidência praticamente na mesma semana andei conversando com um oficial militar e depois ouvi o pronunciamento de outra pessoa ligada ao meio e, mesmo em locais e dias distintos, disseram praticamente a mesma coisa em relação a estrutura da polícia militar no Rio Grande do Norte. No momento em que se fala na liberação de novas viaturas e nomeação de policiais, o quadro ainda é de deficiência. Principalmente quando se fala em patrulhar uma zona rural extensa como é o caso de Mossoró-RN.

De acordo com os dois militares, é distante aquilo que diz a governadora Fátima Bezerra em seus discursos e a realidade nas cidades. Me parece que os dois militares estão com a razão, basta observar o noticiário e sentir a violência presente em todos os lugares. O policiamento até tenta, porém só faz aquilo que a estrutura lhes permite. Por enquanto fica a desejo para que a governadora acerte, promova novos concursos na área e, quem sabe, até o final do seu governo passe um pouco de tranquilidade aos potiguares. No momento a sensação é bem real no tocante a insegurança. Aliás, verdade seja dita, situação comum aos estados brasileiros, e não apenas no RN.

ARMANEZAMENTO DE ENERGIA

Finalmente estamos sabendo melhor para que realmente serve tanta energia limpa, via sistema eólico, produzida pelo Rio Grande do Norte, o maior no setor em todo o Brasil. Digo isso tomando como base o questionamento recente de algumas pessoas sobre o real aproveitamento do produto. Eis que, agora os relatos são positivos, o governo do RN fecha parceria até para armazenar o produto e utilizá-lo nos momentos de maior necessidade, quando cresce o consumo de energia em território potiguar.

Esse sim é um ato que merece ser repercutido. Me refiro à parceria da empresa EV Brasil Consultoria com o governo do Rio Grande do Norte para estocar energia produzida pelo vento. Entendimento que garantira investimentos iniciais no valor de R$ 12,5 milhões, aproximadamente de acordo com seus idealizadores. A estrutura a ser montada garantir o aproveitamento de energia que poderá ser utilizada nos chamados horários de pico. Não vamos esquecer que tudo isso também deverá gerar novos empregos entre nós. Ótima notícia.

MENSAGEM

“É loucura odiar todas as rosas porque uma te espetou”.

O Pequeno Príncipe

PREFEITO PRESSIONA E PERDE ALIADO

Não deu certo a postura do prefeito de Mossoró-RN, Allyson Bezerra (Solidariedade), em querer impor ao vereador Zé Peixeiro (PP) os nomes de sua preferência para as próximas eleições. E o vereador Didi de Arnor (Republicanos) vai fazendo escola. Ele outro que também não aceitou as imposições do chefe do executivo e acabou deixando a base situacionista na Câmara Municipal e agora viu o seu colega fazer o mesmo na última semana. Os dois agora reforçam a bancada de oposição.

O interessante é que os dois falaram a mesma coisa ao deixarem a base governamental. Citaram a postura do prefeito em querer impor sua vontade, ou seja, o vereador tem que fazer aquilo que ele manda e não o que pensa. Em seguida, a mesma frase, “nós não podemos baixar a cabeça e esperamos que os demais colegas não o façam”. Foi o que disse Didi quando rompeu e repetiu Zé no momento do seu anúncio. Aqui, sem retirar ou acrescentar, estou retransmitindo a realidade dos fatos. Aguardemos os próximos capítulos dessa relação, com base nos relatos, de imposição.

ARRENDAMENTO DO PORTO ILHA

Ao contrário do que foi divulgado logo após o anúncio feito pelo governo federal, o Terminal Salineiro de Areia Branca – Luís Fausto de Medeiros, também conhecido como Porto-Ilha, não será vendido. Na verdade o leilão marcado para acontecer entre os dias 05 e 19 de novembro terá como objetivo o arrendamento do porto. Assim como acontecerá com outros portos de Fortaleza, Maceió e mais dois na cidade paulista de Santos.

De acordo com a informação correta, esse arrendamento inclusive acontecerá com prazo já determinado, devendo permanecer nesta condição por 25 anos. Na defesa do arrendamento o governo federal argumenta que esse ato irá atrair algo em torno dos R$ 1,81 bilhão de investimento. Esse investimento também trará para o setor mais desenvolvimento, proteção ao meio ambiente e emprego. Essa é a proposta no papel, agora é aguardar e fiscalizar para que tudo se torne realidade.

GREVE NO DETRAN SEM NEGOCIAÇÃO

Infelizmente até o fechamento da coluna ainda não havia sinais que levassem a um acordo para colocar um fim na greve dos servidores do Detran no Rio Grande do Norte. O órgão presta um serviço que podemos considerar essencial e não deveria passar tanto tempo com esse tipo de problema. Na visão do deputado estadual Getúlio Rêgo (DEM) falta vontade dos gestores em querer resolver a situação. Ele argumenta que o Detran possui dinheiro para atender as reivindicações da categoria devido aos seguidos recordes de arrecadação. Realmente, entra um bom dinheiro em seus cofres.

Entre os pleitos apresentados os servidores pedem o fim dos contratos com as terceirizadas e lembram que o último concurso no órgão aconteceu em 2010. Enfim, a greve continua, os servidores estão sendo pressionados diante dos argumentos da direção de que, só negocia com o fim da greve, o que também fere o seu legítimo direito de paralisar as atividades quando sentir que o diálogo falhou. E com isso, na outra ponta, a população começa a sentir o resultado negativo de tudo isso. Alguém precisa ceder, do contrário não tem negociação.


DICA LEGAL – DIREITO A MORADIA

Eu volto a perguntar: Você vai aplaudir o caixa eletrônico pelo fato de liberar o seu dinheiro após inseridos todos os comandos? Creio que não. É a mesma coisa com o governante que lhe entrega uma benfeitoria, cumprindo com sua obrigação e utilizando para isso o erário, ou seja, o dinheiro do público. Isso posto, é a situação que vale também para os programas de moradia. Assegurado pela Constituição Federal de 1988, o direito à moradia é uma competência comum da União, dos estados e dos municípios. A eles, conforme aponta o texto constitucional, cabe “promover programas de construção de moradias e a melhoria das condições habitacionais e de saneamento básico”. É fato.

E essa não é uma discussão nova. Desde meados do século XX, em 1948, o direito à moradia passou a ser considerado um direito fundamental pela Declaração Universal dos Direitos Humanos. Na CF/88, entre outros dispositivos, o artigo 6º cita essa questão entre os direitos sociais. O rico artigo 5º também cuida do tema quando fala em “direitos fundamentais”. Enfim, você não precisa aplaudir o caixa eletrônico pelo fato de entregar o seu dinheiro, assim como é obrigação do gestor público devolver em benefícios os impostos que são pagos. Não tem favor para agradecer.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support