Um retorno arriscado

Uma escola privada de Mossoró realizou no final da tarde desta terça-feira,22/9,  a entrega, por meio do sistema drive thru, do resultado bimestral aos pais dos seus alunos do 6º ao 9º Anos. Tudo muito bacana. Toda a equipe de máscara, respeito ao distanciamento social, álcool em gel à disposição.

O protocolo de biossegurança foi quebrado. Por irresponsabilidade? Não. Por descuido? Tampouco. De propósito? Menos ainda. Por saudade, emoção, alegria e contentamento.

Alguns alunos prepararam uma surpresa para os professores. Simples, mas cheia de sentido. Pequena, mas carregada de amor. Escreveram cartas para os professores, e ainda os saudaram com balões, palmas, sorrisos e felicidade. De cima da carroceria de uma pequena caminhonete, tentaram, à distância, demonstrar o quanto a separação física os machuca, o quanto o contato pessoal é necessário, o quanto a relação pessoa-pessoa é imprescindível.

A homenagem, abarrotada de simplicidade, respeito e saudade, derreteu os corações. De todos os presentes: docentes, funcionários, pais, alunos, transeuntes. E aí, foi inevitável não se chegar perto. Foi impossível não se tocar. Inadmissível até não se registrar. E claro, pequenas aglomerações se verificaram. Todos, registre-se, de máscaras.

Essa situação mostra o quanto o retorno das atividades presenciais, sem uma vacina que imunize a todos, representa um risco à saúde. Será impossível impedir que crianças, na sua pureza, abracem os coleguinhas. Inevitável que jovens, na sua impetuosidade, não fiquem na distância mínima que a cumplicidade da idade os acostumou.

Por todo os sentimentos que carregam, que estão à flor da pele, e que as contingências desse tempo represou, querer que crianças e adolescentes lembrem, permanentemente, da Covid-19 no retorno das aulas presenciais será até um crime. Assim como será o retorno sem uma vacina.

RETORNO DAS AULAS

Ainda sobre o tema de abertura, lembro que alguns veículos de imprensa da cidade, ligados ao governismo, fizeram/fazem criticas ao Governo do Estado por decidir que o retorno presencial na rede pública de ensino somente se dará em 2021. Sem conhecimento de causa, somente fazendo a crítica pela crítica, alguém se arvora a defender que haja a volta das aulas nesse cenário.

FORÇA DA PANDEMIA

Importante lembrar que, infelizmente, a pandemia começa a volar a crescer em algumas regiões do Estado. Nesse momento, por exemplo, todos os leitos de UTI do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) em Mossoró, estão ocupados. A taxa de ocupação, que na média geral é menor que 40% no Estado, na regiçao Oeste já está em 54%.

PRESIDENTE MITÔMANO

Incrível como o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fica à vontade mentido. Vergonhoso para o país que ele desempenhe tão bem esse papel. Enquanto alguns brasileiros fingem que acreditam nessas mentiras e até defenda que o presidente as pronuncie, o Brasil serve de chacota no cenário internacional, e caminhe para o caos.

REATIVAÇÃO DA AFICEL

Circulam nas redes sociais a informaão, não confirmada até agora, de que a empresa Aficel, que atua no beneficiamento de castanha de caju em Mossoró, estaria sendo negociada. Nos últimos dias, a empresa, que está desativada, começou a passar por manutenção em seu maquinário, daí surgirem os boatos de reativação e/ou de venda.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...