A lição mais importante agora é sobreviver

Governo do Estado e prefeitura de Mossoró desenvolvem ações que visam a construção de protocolos de segurança para a retomada de aulas presenciais. Como professor e como cidadão, espero que esse retorno não se dê tão cedo. Aliás, vou ser inciso e dizer aqui, publicamente, o que tenho dito a quem conversa reservadamente comigo sobre o assunto: considero uma temeridade tremenda retornar no cenário atual e nas condições que temos. Mais que isso: para mim, só haverá segurança para o retorno quando todo mundo ou pelo menos uma grande parcela da população estiver imunizada.

Como docente e como membro de Conselho Escolar, visitei até recentemente – várias residências de estudantes, pelas mais diversas situações escolares e pedagógicas. É uma das experiências que me permitem fazer essa afirmativa. Mesmo que as escolas tenham protocolos que minimizem as possibilidades de contaminação, é necessário levar em consideração o que acontece tanto no cotidiano dos estudantes e também nas unidades educacionais.

Imagine um professor das séries iniciais – para ficar só num exemplo – tendo que ensinar com a preocupação de evitar que seus alunos fiquem próximos uns dos outros? Não vou sequer falar sobre os intervalos, porque é possível que as aulas sejam realizadas em tempos corridos sem interrupções. Mas dentro da sala mesmo haverá muitas dificuldades. Mesmo que se dividam as turmas e os alunos assistam aulas em dias alternados.

Necessário enfatizar ainda que nas periferias há milhares de alunos e que lhes falta a segurança alimentar. Como falar em segurança sanitária desse jeito. A prefeitura de Mossoró informa que as aulas remotas chegam a 84% dos alunos. Então, que ele busque meios de que os outros 16% também sejam contemplados. Não é exagero lembrar que a Covid-19 mata e, por isso, a lição mais importante desses tempos é sobreviver.

CIRURGIAS SUSPENSAS

Na rede privada de saúde de Mossoró algumas cirurgias estão suspensas por escassez de certos medicamentos utilizados nos procedimentos.

AGLOMERAÇÕES EM LOJAS

A prefeitura de Mossoró decidiu abrir de vez todo o comércio da cidade. Faltou, no entanto, aumentar a fiscalização para combater o descumprimento dos protocolos de segurança. Se for esperar apenas pela consciência de alguns empresários, o negócio tende a complicar. Hoje, segundo informações e imagens que recebemos, tinha lojas com muita aglomeração em seu interior.

TOMA LÁ…

O senador Major Olímpio (PSL) denunciou que o presidente Bolsonaro (sem partido) ofereceu R$ 30 milhões de recursos para combate à Covid-19 em troca de apoio. O grave nisso tudo é que a pandemia atinge praticamente todo o país e a verba seria destinada apenas para Estados e municípios dos senadores que o apoiassem. As demais cidades, mesmo que estivessem sofrendo muito com a crise, não receberiam nada.

…DÁ CÁ

Lembrando que essa era a prática que Bolsonaro dizia condenar. Só bobo deve ter acreditado nisso. O presidente condicionar liberação de verba para algo tão importante apenas mediante troca de apoio é enojante.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...