Confusão

UBSs agendam segunda dose da Coronavac para depois do prazo máximo

Marcação com prazo superior a 28 dias preocupam especialistas, que veem inutilidade no processo de imunização e perda de vacinas

O Instituto Butantan, responsável pela produção da coronavac, vacina contra a covid que vem sendo distribuída aos Estados e municípios para imunização da população, informa que o imunizante começa a produzir efeitos no organismo humano 15 dias após a aplicação da segunda dose. E ressalta que a dose de número dois deve ser aplicada no intervalo entre 14 a 28 dia após a primeira.

Médicos infectologistas também tem reafirmado a importância de que a segunda dose seja aplicada com o tempo mínimo de 14 dias após a primeira e de 28 dias, no máximo, sob pena de a vacina não realizar o processo de imunização. Além disso, se perderiam duas doses do imunizante.

A prefeitura de Mossoró também tem informado em seu materiais de divulgação do processo de vacinação, que o máximo para que as pessoas tomem a segunda dose é de 28 dias.

A despeito disso, muitos idosos foram orientados em Mossoró a tomar a segunda dose após 31 dias da aplicação da primeira. O Portal do RN teve acesso a cartões de vacinas de idosos que tomaram a primeira dose em 24 de março e que tiveram a segunda dose agendada para 24 de abril. Em outros casos, a primeira dose foi aplicada em 14 de março e a segunda está marcada par 14 de abril. O intervalo, portanto é de 31 dias, acima do máximo de 28 dias.

Essas situações ocorreram em pelo menos duas Unidades Básicas de Saúde (UBS´s). na Bernadete Bezerra Ramos (Liberdade II) e Helênio Gurgel (Alto da Conceição). A UBS Helênio Gurgel está fechada para reforma e seus usuários estão sendo atendidos na UBS José Leão.

Na Bernadete Bezerra Ramos, uma idosa foi hoje questionar com a equipe de vacinação e eles reafirmaram que ela somente tomará em segunda dose após 31 dias. Nesse caso, há ainda outro problema. É que a segunda dose dessa usuária está marcada para o dia 17 de abril, um sábado e nessa UBS a vacinação ocorre apenas nas terças-feiras.  Caso não haja retificação da data, ela somente tomará a segunda dose em 20 de abril, portanto 36 dias após a primeira dose.

A equipe da UBS Helênio Gurgel informou a algumas famílias que após o décimo quarto dia elas poderiam se dirigir ao local em que os idosos receberam primeira vacina para tomar a segunda dose do imunizante.

O Portal do RN questionou a prefeitura, via Secretaria Municipal de Saúde, sobre o assunto.

Segundo Etevaldo Lima, coordenador de imunizações da Secretaria Municipal de Saúde, a recomendação é que as equipes de todas as 46 Unidades Básicas de Saúde que fazem a vacinação contra a Covid-19, marquem o retorno das pessoas que receberam o imunizante Coronavac/Butantan, dentro do prazo estipulado pelo laboratório, que corresponde a 28 dias.

Etevaldo ressalta, no entanto, que existe a possibilidade prevista pelo próprio laboratório dessa segunda dose poder ser aplicada dois antes ou dois dias depois do prazo de 28 dias. Isso tem sido adotado, segundo ele, somente em alguns poucos casos em que a segunda dose cairia em um final de semana ou feriado.

Etevaldo Lima destaca que com a abertura de UBS’s nos dias de sábado e domingo esta situação pode ser facilmente contornada. E finalizou destacando que “faz-se necessário explicar, que ainda assim, as pessoas fiquem tranquilas e observem os seus cartões de vacinação para retornarem às UBS’s e tomarem a segunda dose nas datas indicadas”.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...