Saúde

Sesap reforça o uso de máscara para diminuir propagação e reduzir a gravidade da Covid-19

Para ter uma ação eficaz e evitar a transmissão da Covid-19, a máscara deve ser usada cobrindo o nariz e a boca

Tomando como base o estudo recente realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, publicado pela New England Journal of Medicine, no qual constatou-se que o uso de máscara de proteção contra o novo Coronavírus (Covid-19) pode gerar uma resposta imunológica e reduzir a gravidade da doença nas pessoas, garantido que a maioria das infecções sejam assintomáticas, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) reforça e orienta o povo norte-rio-grandense para o uso essencial e correto da máscara de proteção.

Para ter uma ação eficaz e evitar a transmissão da Covid-19, a máscara deve ser usada cobrindo o nariz e a boca. “Mascará não é adereço para o queixo! O Estudo publicado recentemente mostrou que mesmo quando a pessoa é contaminada usando a máscara, ela protege. E, caso desenvolva a doença, a pessoa terá um quadro mais leve ou assintomático”, esclarece o secretário estadual de saúde Cipriano Maia.

Conforme aponta o estudo, as máscaras não impendem a contaminação pelo vírus, porque é possível que gotículas ultrapassem a proteção, contudo numa quantidade menor, o que gera uma carga viral também menor, o que está ligado a quadros leves da doença. Segundo Cipriano, isso está sendo constatado por meio do teste sorológico (de imunidade), que mostra que as pessoas que estão usando a máscara de forma contínua, mesmo havendo a contaminação por algum descuido, elas têm um quadro mais leve da doença.

Caso a hipótese seja confirmada, como aponta o estudo, o uso da máscara pode ser uma forma de “variolação”, separação que gera imunidade, diminuindo a disseminação do novo Coronavírus. Técnica utilizada há séculos, a variolação consiste em introduzir secreções de pessoas infectadas pela varíola em pessoas saudáveis.

Nesse sentido, a Sesap reforça e orienta quando deve ser feito o uso da máscara de proteção:

  • Use a máscara sempre que sair de casa;
  • Ao sair, leve uma máscara reserva para realizar a troca a cada 02 horas de uso;
  • Leve uma sacola para guardar a máscara, caso seja preciso trocar;
  • Evite tocar ou ajustar a máscara, enquanto estiver usando;
  • Use a máscara quando estiver tossindo e espirrando, assim você evita transmitir o vírus para outras pessoas;
  • Faça uso da máscara caso esteja cuidando de uma pessoa com doenças respiratórias;
  • Além de usar a máscara, realize a limpeza frequente de suas mãos com água e sabão ou higienize com álcool em gel 70%;
  • Após usar a máscara, descarte-a em local adequado e lave bem as mãos;
  • Utilize a máscara do tipo cirúrgico ou de pano (com pelo menos duas camadas de pano, como algodão, tricoline ou TNT). A máscara N95 é de uso dos profissionais de saúde;
  • E lembre-se: a máscara é de uso individual e deve cobrir totalmente o nariz e a boca, ficando bem ajustada ao rosto.

Distribuição

Desde o início da pandemia, a Sesap, por meio das coletivas de imprensa, de campanhas de conscientização, bem como, contando com a parceria da imprensa local e outros parceiros, vem orientando a população na adoção de medidas que reduzam o contágio e disseminação da Covid-19.

Dentre as medidas adotadas pelo Governo do Estado está o programa RN + Protegido, que já distribuiu cerca de 5,5 milhões de máscaras em todos os municípios do RN, chegando a pelo menos dois milhões de habitantes em todo estado. “O Rio Grande do Norte deu exemplo por meio do programa de distribuição de máscaras. Isso exige que façamos o devido uso, especialmente, nesse momento de retomada, inclusive das aulas das escolas privadas e outras atividades como eventos, usando a máscara e mantendo a distância física entre as pessoas, para que não estejamos favorecendo a transmissão”, orienta o secretário estadual de saúde.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...