Rosalba adora fazer o mal?

Pode soar como exagero. Pode parecer algo tendencioso. Pode, no entanto, ser puro reflexo da realidade. A verdade é que tudo o que tem feito nos últimos dias nos leva necessariamente a imaginar que a prefeita Rosalba Ciarlini não está muito interessada em fazer aquilo que é para o bem.

A aprovação, na Câmara Municipal, do projeto de lei 139/2019, é uma prova disso. Direta ou indiretamente, não há nenhum benefício prático para a sociedade a decisão de Rosalba de impedir que o desconto da mensalidade sindical dos servidores da prefeitura de Mossoró seja feita de forma consignada.

Com esse ato, Rosalba levará para o resto da vida a pecha de perseguidora, de arbitrária, de antidemocrática,
Talvez resida com medo de encarar uma nova consulta popular sob esse novo cenário, Rosalba venha encampando a luta pela prorrogação do seu próprio mandato. Rosalba construiu sua trajetória política garantindo que adora Mossoró. Seus últimos atos podem sugerir que ela também adora fazer maldades.

Pegou mal
Mossoró sediou hoje a terceira edição do Encontro Regional com Gestores Municipais. O evento aconteceu no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/Seccional Mossoró), a partir de parceria entre o Tribunal de Contas do Estado (TCE?RN), Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN) e Federação das Câmaras Municipais do RN (FECAM/RN). Um fato negativo chamou a atenção: não havia nenhum membro da diretoria ou do conselho fiscal da FEMURN presente. O prefeito Luiz Jairo, de Upanema, foi convidado na hora para, de forma improvisada, representar a entidade.

Sandra obediente
Surpreende a postura de obediência pacífica adotada pela vereadora Sandra Rosado (MDB) em relação às orientações da prefeita Rosalba Ciarlini. Combativa e questionadora, Sandra tem aceitado muito passivamente as orientações palacianas.

Horário corrido
É de expectativa o clima entre os servidores públicos estaduais em relação à prorrogação do decreto que deter,minou expediente corrido nos órgãos da administração pública do Estado. O citado decreto tem vigência até 4 de julho.

Consulta popular
O Governo do Estado segue com o cronograma da consulta popular ao Plano Plurianual (2020/2023). Amanhã, a atividade será no Instituto Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte (IFRN) em São Paulo do Potengi; na sexta, dia (7/6), em João Câmara, também no IFRN. No dia 11, será no campus da UERN em Pau dos Ferros, e no dia (12/6), na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Apodi. Dia (13/6), será na UERN, em Mossoró; enquanto no dia 14/6, será em Lajes (IFRN). Dia (18/6), será em Santa Cruz (IFRN), dia 19 em Caicó (DIREC) e dia (26/6), na Escola de Governo, em Natal. Os trabalhos são sempre das 8h às 13h30.

Pelo abrigo
O vigário-geral de Mossoró, padre Flávio Augusto Forte Melo, está mobilizando os mossoroenses para que façam um gesto em nome do Abrigo de Idosos Amantino Câmara. Segundo o religioso, o governo federal colocou como condição para reconhecer o abrigo como sendo de de utilidade pública que a população se manifeste, dizendo a sua importância pra cidade /região. Para fazer isso, as pessoas precisam clicar num link e, nos campos específicos, se expressar. Segue o link: http://aplicacoes.mds.gov.br/sagi/manifestacaorp/index.php?processo_selecionado=445.

Sal x Reforma
A grande mídia informa que o deputado federal Beto Rosado (PP) condicionou seu apoio à reforma da previdência à assinatura, pelo presidente Bolsonaro, do decreto que reconhece o sal como sendo de interesse social. Se assim o for, terá sido uma troca muito ruim. A importância do sal já justifica o decreto. Aguardar agora o posicionamento do parlamentar, que sempre se disse contra a proposta.

Fechamento do Rui Pereira
Uma tremenda bola fora o fechamento do Hospital Ruy Pereira (Petrópolis, Natal), anunciado pelo Governo do Estado. Com um sistema de saúde sempre claudicante, reduzir oferta nessa área é sempre complicado.

 

Notícias semelhantes