RETORNO



Desde 2008, quando voltamos para os bancos da faculdade, estávamos distantes das redações de jornal. Ou dos escritos jornalísticos. Estamos fazendo uma pausa nesse período sabático para reviver o convívio com a notícia, convidado que fomos pelo amigo Argolante Lopes para integrar esse projeto do Portal do RN. Pretendemos trazer informações em notas, de assuntos variados, análise de fatos da semana, além de um comentário de abertura. Nossa pretensão inicial é de publicarmos aos sábados. Para adiante, pensamos em fazê-la diária. Vamos às primeiras notas.

ESVAZIADA
A solenidade de abertura oficial do ano letivo na rede municipal de ensino, ocorrida na noite desta quinta-feira, 2/3/17, foi esvaziada. Poucos foram os que compareceram. Explicação simples: a prefeita Rosalba Ciarlini vem fazendo de conta que não é obrigação da atual gestora municipal (no caso ela), pagar os salários do mês de dezembro de 2016. Rosalba até que apresentou uma proposta que, apesar de muito ruim, não contempla os professores. Pela pretensão da prefeita, a partir de maio é que seria pensada uma data para iniciar a pagar aos docentes.

DESCASO
Aliás, falar em educação é lembrar o quanto a prefeita Rosalba Ciarlini tem relegado o setor ao descaso. Hoje, 3/3/17, ainda há escolas sem gestores. Além disso, muitas unidades de ensino não tem também professores, mesmo com as aulas estando previstas para iniciar na próxima segunda-feira, 6/3/17.

DESCASO II
Importante lembrar que a prefeitura decidiu adiar o início do ano letivo – antes previsto para 13/2/17, sob a justificativa de que havia essas pendências para serem resolvidas. Pura enganação. O atraso na nomeação dos diretores – eles vem sendo nomeados de forma tardia, e a conta gotas -, foi apenas para economizar.

EXCESSO DE CARGOS COMISSIONADOS
Destacar que embora anunciando que iria reduzir o número de cargos comissionados em 50%, a prefeita já nomeou mais do que o que ela própria disse que faria. Já são 349 nomeações e ainda há cargos vagos e que precisam de gente para assumi-los, como as direções de escolas que ainda estão sem gestor.

PERIGO NO TARCÍSIO MAIA
É preocupante a falta de segurança no Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM). Não policiamento, guarda patrimonial ou segurança privada naquela unidade hospitalar. Na portaria, não existe qualquer controle de quem entre ou quem sai. Um pandemônio. Quem trabalha por lá teme o pior. No carnaval, quando atiraram num grupo de pessoas no Ouro Negro, surgiram comentários de que os atiradores iriam para o Tarcísio Maia matar quem tivesse sobrevivido ao ataque. O desespero foi geral. Parece que o governador Robinson Faria espera pelo pior para tomar qualquer providências.

NOVOS PREFEITOS
Dos novos prefeitos que assumiram as prefeituras de cidades potiguares, o que se percebe na prática desses gestores é que se trata de mais do mesmo. Discursos ultrapassados, atitudes antidemocráticas, dificuldade em dialogar com servidores, avanços na tentativa de retirar direitos dos trabalhadores, negativa em conceder reajustes, descompromisso com o pagamento da folha salarial, enfim, quadro que já vivenciamos há muito tempo.

NOVOS PREFEITOS II
Há, felizmente, raríssimas exceções. Porto do Mangue, com Sael Melo; Cruzeta, com Sally Araújo, Serra de São Bento, com Wanessa Morais, Governador Dix-sept Rosado, com Antônio Freire (Antônio Bolota), são alguns desses poucos bons exemplos. São prefeitos que tem buscado dialogar com os servidores e se esforçado para cumprir com questões básicas, como conceder reajuste salarial e pagar os salários em dia. Destaque para Sally Araújo, que já pagou o reajuste do Piso Salarial Profissional Nacional do Magistério, concedeu reajuste as demais categorias e vem pagando em dia. O desembolso de fevereiro foi feito dia 23/2.

MULHERES CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA
A Federação dos Trabalhadores em Administração Pública Municipal do Rio Grande do Norte (FETAM/RN) o Núcleo de Estudos da Mulher (NEM-UERN), Sindicato dos Trabalhadores em Laboratórios e Pesquisas e Análises Clínicas, Casas e Cooperativas de Saúde e Hospitais Particulares de Mossoró (SINTRAHPAM), Associação dos Docentes da UERN (ADUERN) e Movimento das Mulheres Camponesas (MMC), promovem a Mobilização do 8 de Março em Mossoró – Mulheres contra a Reforma da Previdência, em alusão ao Dia Internacional da Mulher, que transcorre no próximo dia 8 de março.

As atividades serão iniciadas no dia 6/3, com panfletagem na empresa de telemarketing AeC (pela manhã e à tarde). Ás 19h, no Sindicato dos Empregados no Comércio de Mossoró (SECOM), haverá debate sobre “A Reforma da Previdência e seus Impactos na Vida das Mulheres”. A expositora será a professora-doutora Rivânia Moura, da Faculdade de Serviço Social (FASSO-UERN).

MULHERES CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA II
No dia 7/3, haverá panfletagem na Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), a partir das 6h. No dia 8/3, haverá concentração na Praça Cônego Estêvam Dantas (Praça dos Hospitais), onde será servido um café da manhã. Em seguida, mulheres sairão em caminhada até a sede do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Depois, se dirigem à Praça Rodolfo Fernandes (Praça do Pax) e de lá saem em caminhada para a Câmara Municipal, onde participarão de audiência pública.

NIETZSCHE
“Queremos ser os poetas de nossa própria vida, e, primeiro, nas menores coisas”.

 

Notícias semelhantes