REFORMA DA PREVIDÊNCIA

O Governo do golpista Michel Temer decidiu retirar da proposta de reforma da previdência os servidores municipais e estaduais. A alegativa é de que está respeitando a autonomia desses entes federativos. Pura balela. A retirada é estratégia sob dois aspectos. O primeiro é para diminuir a pressão popular sobre o projeto, haja vista que os servidores, sobretudo municipais e estaduais, tem feito protestos de norte a sul do país. Segundo, que após aprovado o texto do regime geral, estados e municípios poderão fazer suas próprias reformas se baseando nele. É preciso que a lute continue para que não se tenha reforma nos moldes propostos pelo ilegítimo Michel Temer. A batalha está só começando. Mas, mais do que revoltas cibernéticas, é imperativo que se ganhe as ruas, que se ocupe as instituições, que exija a salvaguarda de direitos e que reconquistemos a ordem democrática. Nosso comodismo poderá nos custar ainda mais caro.

SEM ÁGUA
Há mais de 5 dias que as torneiras das casas do conjunto Nova Vida e adjacências não veem água. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), desrespeitosamente, não informou aos usuários que o abastecimento seria suspenso. Tampouco quando será retomado.

SEM ALUNOS
Em assembleia realizada nesta sexta, 24/3, os professores das séries iniciais do ensino fundamental da rede municipal de ensino decidiram que não mais receberão alunos às sextas-feiras. Eles estarão na escola para planejar – conforme determina a lei do Piso -, mas não ministrarão aulas. Protesto contra o desrespeito aos seus direitos por parte da prefeitura.

INFLUÊNCIA DO DEBATE
As eleições na UERN reforçaram uma ideia que tenho: pouca gente – ou quase ninguém – que vai assistir a debate eleitoral vai a esse tipo de evento para se deixar influenciar pelas ideias apresentadas pelos candidatos. Os participantes desse tipo de atividade, em sua grande maioria, vão apenas para fazer claque para seus candidatos preferidos. Só isso.

REDUZINDO O NEPOTISMO?
Sem traquejo para a função – já que a nomeação baseou-se apenas no componente familiar, o filho da prefeita Rosalba Ciarlini, Kadu Ciarlini, pediu (ou foi pedido para pedir) exoneração do cargo de chefe do gabinete civil. Resta saber até quando a inapetência dos demais ocupantes de cargos públicos será encoberta e eles continuarão na administração municipal.

REDUÇÃO EM CARGA
A prefeitura de Mossoró estuda a possibilidade de permitir que os professores que tem carga horária de 40 horas semanas – remanescentes do último concurso – possam reduzir essa carga para 30 horas semanais. A criação de um regime de 40 horas foi um tiro no pé. Muitos são os problemas. A redução será optativa.

BOLSAS EM PORTO DO MANGUE
Em Porto do Mangue, o prefeito Sael Melo criou um programa de incentivo aos alunos da rede municipal de ensino. Quem tiver bom desempenho receberá uma bolsa em dinheiro. Não há limite de bolsas. Basta atingir os critérios do programa.

TERCEIRIZAÇÃO
Caminhamos para o fundo do poço. Sem maniqueísmo entre o bem e o mal, mas Temer encarna como ninguém a figura de qualquer ser maligno que tenta destruir o que há de bom em qualquer lugar. Ou o próprio lugar. Em São Paulo, o governador Geraldo Alckmin já vem terceirizando alguns serviços. Direita putrefata e ladra.

DESCASO
Em Mossoró, por outro lado, o descaso reina. Ainda há escolas sem diretor. A escassez de professor é outro problema que se agrava a cada dia. Caminhamos para o fim do primeiro mês de atividades sem que tais problemas sejam resolvidos.

 

Notícias semelhantes