Sem sacrifício

PSDB é fiel da balança contra devolução de sobras

Partido do presidente da Assembleia votou em bloco contra proposta enviada ao Legislativo pela governadora Fátima Bezerra

O PSDB, partido do presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira, foi o fiel da balança na decisão do Legislativo de não aprovar proposta que permitiria aos demais poderes devolver ao Executivo as sobras orçamentárias. A sigla votou em peso contra a proposta apresentada pela governadora Fátima Bezerra (PT), inserida na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que garantiria que as sobras do Legislativo e do Judiciário voltassem aos cofres do Executivo.

Votaram contra a proposta: Alberto Dickson (Pros), Doutor Bernardo (Avante), Ezequiel Ferreira (PSDB), Galeno Torquato (PSD), Gustavo Carvalho (PSDB), José Dias (PSDB), Kléber Rodrigues (Avante), Raimundo Fernandes (PSDB), Souza Neto (PHS), Tomba Farias (PSDB), Vivaldo Costa (PSD).

Todos os parlamentares do PSDB foram contrários à proposta, inclusive Ezequiel Ferreira, que votou para desempatar. Importante destacar que o presidente da Assembleia tem sido importante interlocutor do governo junto aos deputados.

Com a decisão da Assembleia, Executivo e Legislativo se esquivam de contribuírem para reduzir o desequilíbrio fiscal e financeiro do Estado.  Dessa forma, dão demonstração de que não querem fazer sacrifício em nome da melhoria saúde financeira do Estado. Sequer pensaram nos servidores que, por conta da crise, amargam três folhas salariais em atraso.

Notícias semelhantes