Rede hospitalar

Precisamos abrir leitos em prazo curtíssimo, diz secretário

Número de pessoas internadas está aumentando diariamente, exigindo rapidez na abertura de novas vagas

Cresce diariamente o número de pessoas internadas em hospitais públicos e privados do Rio Grande do Norte por causa do novo coronavírus. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap/RN), o Estado tem atualmente 393 pessoas internadas, com diagnóstico positivo ou com suspeita de contaminação pela Covid-19.

A taxa de ocupação na região Oeste é de 97%, enquanto que na região metropolitana de Natal é de 88%. Em Pau dos Ferros, a taxa é de 75%, enquanto que no Seridó é de 72%.

“O grande desafio é abrir leitos. Esse esse desafio é dividido em duas partes: leitos imediatos e leitos de curtíssimo prazo. O avanço da pandemia e o crescimento de casos graves não nos permitem mais falar em curto prazo, nós estamos falando em curtíssimo prazo”, alertou, Petrônio Spinelli, secretário-adjunto de Saúde do RN.

Na entrevista coletiva de hoje, Petrônio Spinelli destacou que a determinação da governadora Fátima Bezerra (PT/RN) é que sejam abertos leitos em parceria, independente de qualquer critério. “O que importa agora é abrir leitos”, frisou.

O secretário informou que o Governo do Estado vem estabelecendo parceria com a Secretaria Municipal de Natal para ajudar na abertura do hospital de campanha de Natal e na ampliação do número de leitos do hospital municipal da capital.

Petrônio Spinelli disse que as negociações estão avançadas, se referem a liberação de equipamentos complementares à prefeitura de Natal, a título de empréstimo, e que a parceria deverá ser concretizada em no máximo 48 horas.

Sobre abertura de leitos, o secretário informou que serão abertos 10 no Hospital Luiz Antônio, em Natal; 5 no Hospital Regional Tarcísio Maia (em Mossoró), além de ouros 10 que serão abertos até a próxima segunda-feira, e também 10 no Hospital da Polícia.

Notícias semelhantes
Comentários
Loading...