Rolo compressor

Palácio consegue derrubar todas as emendas da oposição

Vereadores governistas seguiram à risca orientação da gestão municipal

Como verdadeiro rolo compressor, o Palácio da Resistência fez valer sua vontade e a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) não terá nenhuma emenda sugerida pela oposição. Todas as propostas dos vereadores oposicionistas foram rejeitadas.

Inicialmente, os parlamentares tinham apresentado 243 emendas. Dessas, a Comissão de Orçamento, Contabilidade e Finanças acatou 66. Ao final da sessão desta terça-feira, 25/6, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020, que fornece bases para a produção da Lei Orçamentária Anual (Orçamento Geral do Município), foi aprovada conforme roteiro previamente produzido pela gestão municipal.

O vereador Gilberto Diógenes (PT) ainda propôs adiar votação por duas sessões, mas o seu requerimento foi rejeitado pelo plenário em votação aberta.

Os vereadores acrescentaram 54 emendas ao texto original, de autoria do Executivo, e aperfeiçoaram demandas inicialmente não previstas no projeto. Nenhuma das emendas é de vereador da oposição e também não traz nenhuma grande alteração à proposta de orçamento pensado pela gestão municipal. A matéria agora segue à sanção do Executivo, para que passe a vigorar como lei municipal.

Notícias semelhantes